domingo, maio 28, 2006

O Código Da Vinci


Este foi o último livro que li.
É um livro interessante, não tanto pela estória em si, mas principalmente por nos chamar à reflexão.
Não vou aqui dizer que acredito no que está no livro, sobre o Graal, Maria Madalena, decendência de Jesus e tudo mais. Acho que quem de cara aceita isto como verdade está tão cego quanto quem refuta de imediato por contrariar o que é prega a Igreja Católica.
O que digo é que muita coisa no livro é possível de ter acontecido. Algumas coisas são prováveis e outras são improváveis. O que não aceito é acreditar em uma coisa porque a igreja afirma em seus dogmas. Vale lembrar que por muito tempo a Igreja Católica defendeu que a Terra era o centro do universo e chamou de herege quem disse ao contrário. A Igreja como instituição é dirigida por homens, quem nesta condição está sujeito a falhas.
Aos pouquinhos vou lendo uma coisa ali, outra acolá, tentando ganhar embasamento para concluir sobre alguns pontos. Por enquanto a única coisa que sei é: Da Vinci era um cara muito esquisito, e que pintou uma mulher ao lado de Jesus na Santa Ceia, pintou.
Como uma pintura não é uma foto (e mesmo esta pode ser mudada com um bom programa de computador), se realmente ela estava lá, não sei dizer, e talvez ninguém de fato saiba...

3 comentários:

Alexandra disse...

Eu nunca esqueci algo que você me disse quando eu era ainda muito jovem: "a Biblia é um livro, e como todo livro pode ter sido alterado pelo homem ao longo de sua história."

Palavras sábias meu irmão...

Alexandra disse...

Dah umja olhada em http://arthistory.about.com/cs/leonardo/a/last_supper.htm

Marcos Guerson Jr disse...

Caramba! Tem gente que guarda o que eu digo!