terça-feira, junho 27, 2006

Brasil 3 x 0 Gana




























Uma vitória a lá Parreira. Como já imaginava o pé de uva não teve coragem de colocar os melhores em campo. Até aceito seu ponto de vista no caso do Cafú. Cicinho realmente deixa um buraco as duas costas e o time não está preparado para sua cobertura. Mas insistir no Emerson, Roberto Carlos e dois atacantes de área já não posso concordar. Mas enfim, é o Parreira, e o Brasil pode até ser campeão com méritos, mas dificilmente será com brilho.
O início até que foi enganoso. Como batido ao longo da semana a defesa de Gana jogou o tempo todo em linha e aos 5 Kaká lançou Ronaldo para fazer um golaço. Alguns minutos depois praticamente um replay, só que dessa vez foi Adriano (impedido) que tentou repetir Ronaldo e sofreu um penalti não marcado.
O Brasil não conseguiu fazer o óbvio. Lançar a bola para jogadores que viessem de trás (meias e laterais) para evitar o impedimento. Não conseguiu ter a posse da bola (o que é preocupante) e não conseguir trocar passes (mais preocupante ainda). No fim do primeiro tempo Lucio cansado da pasmaceira do meio campo fez o papel que o Emerson se recusou a fazer 2 segundos antes, lançou a bola pela direita, Kaká e Cafú quase disputaram a mesma bola, e no cruzamento Adriano (novamente impedido) fez o segundo gol.
Na etapa complementar o Brasil não acertou quase nada e Gana fez com que Dida trabalhasse um pouco e fosse o melhor jogador em campo (novamente preocupante). No fim do jogo entrou Ricardinho, que entendeu o que estava acontecendo, e cansou de colocar jogadores na cara do gol (em 8 minutos!). Zé Roberto fez o terceiro e o Brasil garantiu a vaga nas quartas.
Para não dizer que é perseguição: viram o lateral mascarado chutar uma bola a gol da nossa intermediária?
Venceu o time do Parreira. Com méritos, mas sem brilho. Disconfio que para ganhar a copa vai ter que jogar um pouco mais. Talvez não. Mas que seria bom de ver, seria.

Nenhum comentário: