domingo, junho 25, 2006

Portugal 1 x 0 Holanda


A Batalha de Nuremberg.

Teve hora que me senti assistindo um jogo da libertadores dos velhos tempos. Uma pancadaria só, muita catimba, teve de tudo. O grande culpado? O soprador de apito Ivanov. Se tivesse expulsado o holandês Boulahrouz ainda no início do jogo quando fez uma falta criminosa que tirou Cristiano Ronaldo da partida teria assumido o controle. Não o fez. Mas não é só ele. Faz tempo que juízes europeus se recusam a usar cartão vermelho de imediato. Só expulsam jogador que tem cartão amarelo. Deu no que deu. A própria FIFA tem sua culpa. Semana passada criticaram o árbitro de Itália X Estados Unidos, que teria "exagerado" ao expulsar jogadores que ainda não tinham cartão.
Coisa de covardes. Minutos depois o português Costinha também merecia seu vermelho por um carrinho desleal (acabou recebendo no final do primeiro tempo).
Não teve ninguém limpo neste jogo. Os dois times abusaram da violência ao sentirem que Ivanov estava perdido. Figo poderia ter sido expulso por uma cabeçada no adversário e Decco deveria ter recebido o seu de cara naquele lance que a Holanda jogou o tal do "Fair play", que acho uma grande bobagem, para escanteio.
Venceu Portugal no bom estilo Felipão, que aliás deveria também ter sido expulso por mal comportamento. Só faltou entrar em campo.
Falam tando dos sul americanos mas o grande mal exemplo desta copa foi dado por europeus. Os dois times que jogaram hoje, o árbitro Ivanov e o italiano De Rossi, que a FIFA passou a mão na cabeça e deu apenas 4 jogos de gancho.
Enfim, um jogo que poderia ser excluído da história das copas junto com o da Inglaterra X Equador. Um pela violência aos adversários e outro pela violência à bola. Um domingo para esquecer.

Nenhum comentário: