sábado, setembro 16, 2006

Mais uma mostra da lama do PT...

Mais uma lambança aprontada pelo PT. E a Isto É caiu como uma ingenuidade vergonhosa para quem se pretende ser uma grande revista no país. Sua credibilidade foi jogada no ralo e mostrou que não aprendeu nada com o que aconteceu com a Época no episódio do caseiro. Fez um entrevista em que Verdoin de maneira confusa tentou armar para cima de Serra e dar uma protegida no governo. Qualquer repórter sério teria visto ali pelo menos algo de muito suspeito e investigado um pouco. As “revelações” não se sustentam.

Deu no que deu. A Polícia Federal entrou em cena e prendeu os Verdoins e de quebra o petista Valdebran Padilha com a bagatela de 1,7 milhões de reais para comprar o “material”.

Agora que viu que meteu os pés pelas mãos o PT tenta posar de democrata e repudiar a ação de Padilha. Não cola. Por que? Simples, 2 milhões de reais não saem do nada, e ao mesmo tempo em que a “revista”estava na gráfica, uma rede iniciava sua ações. José Dirceu em seu blog adiantava a denúncia, Quércia __ que está na campanha para fazer o jogo sujo por Mercadante __ adiantava a capa da revista no horário político, o próprio Mercadante já falava em direito de defesa de Serra, e principalmente, o ministro da Controladoria Geral da União dizia ter provas contra Serra.

O que não contavam era que a PF fazia escuta e já estava pronta para dar o “bote” no pagamento de toda a armação. Tudo desmoronou como um castelo de cartas, do mesmo jeito que aconteceu com o caseiro.

Mais uma vez Márcio Thomaz Bastos está em socorro do governo. Conseguiu fazer a única coisa que podia: impediu se fotografasse a grana apreendida. Viram como é zeloso nosso ministro? Uma operação dessas altamente favorável à Polícia Federal, em que a imagem do dinheiro apreendido é altamente favorável à instituição e ao próprio ministério da justiça, não pode ser exibida porque atinge em cheio mais uma vez o Partido dos Trabalhadores.

A pergunta agora é: de onde saíram estes 2 milhões de reais?

Nenhum comentário: