terça-feira, outubro 31, 2006

Frase do Dia

"Não devemos de forma alguma preocupar-nos com o que diz a maioria, mas apenas com a opinião dos que têm conhecimento do justo e do injusto, e com a própria verdade."

Platão

Assim é Fácil

Blog do Cláudio Humberto:
De passagem por Belém, há dias, o governador eleito da Bahia, Jaques Wagner (PT), revelou o segredo (e o custo) da vitória: em seu Estado, o programa Bolsa-Família gastou, só em 2006, R$ 1 bilhão com 1,3 milhão de famílias. Considerando-se a média de três eleitores por família, o programa garantiu ao PT e a Lula, na Bahia, 3,9 milhões de votos (43% do total).

Não Falei?

Três jornalistas da Veja foram convocados para depor hoje na PF. Foram intimidados por um delegado chamado "Moisés" sobre o vazamento das fotos do dinheiro e a entrevista de Verdoin e Padilha. Os advogados foram proibidos de se manifestar. Ao reclamarem que estavam já há duas horas na sede da PF o brutucu retrucou que o chefe deles ficaria quatro.
Ao saber o que estava acontecendo FHC e Tasso Jereissati ligaram pessoalmente ao Ministro da Justiça e ameaçaram ir a sede da PF acompanhar os depoimentos. O ministro garantiu não saber de nada e mandou libertar os jornalistas.
É bom a imprensa começar a reagir e logo, antes que seja tarde demais.

Platão


Platão é tão importante para a filosofia ocidental, que nunca deixou de ser citado ou estudado em todos estes anos. Discípulo por 8 anos de Sócrates, foi o primeiro filósofo a deixar a obra completa de seus ensinamentos.

Considerava a política extensão da filosofia pois o poder deveria ser entregue aos mais sábios. Com esta finalidade criou a Academia, uma escola filosófica que tinha por objetivo formar a futura classe dirigente de Atenas.

Escreveu 9 tetralogias, formando 36 diálogos, cujo principal personagem foi o próprio Sócrates.


Afirmava que conhecer é para a alma lembrar o que ela já sabia antes de encarnar em um corpo. O conhecimento seria na verdade reminiscências. O corpo seria um obstáculo ao conhecimento pois impediria o espírito de conquistar a verdade.

Procurou explicar a atração entre pessoas do mesmo sexo. Segundo ele, originalmente existiam 3 gêneros sexuais: o masculinho, o feminino e o andrógeno. Cada um possuia 4 pernas, 4 braços, 2 cabeças e dois sexos. Foram divididos e cada metade procura sua metade original. Como os andrógenos possuiam orgãos sexuais masculinos e femininos originaram os heterossexuais, que buscam sua metade oposta. Já os outros dois gêneros deram origem aos homossexuais, masculinho e femininos.

Segundo ele, quem ama deseja o que não tem. É a percepção da falta de algo essencial para completar a existência.

Já começou

Ontém militantes do PT agrediram sem cerimônia jornalistas na frente do palácio do Planalto. Deixaram bem claro que os alvos eram a TV Globo, a Folha e a Veja. Entre os gritos dos democratas estavam:

"Eu prefiro a ditadura do que a imprensa."

"Vamos fechar todos os jornais."

"Se falar no dossiê vai levar dossiê na cara."

Alguns vão argumentar que estão certos. Outros que trata-se de uma minoria, que não representa o sempre limpo militante petista.

Mas eis que Marco Aurélio Garcia depois de condenar a violência jogou a culpa do acontecido para a imprensa! E ainda se sentiu no direito a pedir uma retratação sobre o mensalão, que segundo ele não se provou a existência. Ué, mas o que disseram Delúbio e Marcos Valéria na CPI? Não confirmaram o repasse? E Valdemar da Costa Neto ao renunciar, não confirmou os R$ 10 milhões que recebeu?

Defendeu também que se cancelem as assinaturas nestes veículos. Um verdadeiro democrata. Para ele, só vale pasquins como a Carta Capital, que deveria se chamar Cartilha Capital. Aliás, cadê as cartilhas? Mais de dois meses e não apareceu nenhuma cartilha que teoricamente teria sido pago pelo governo para o PT distribuir.

A imprensa no mundo civilizado __ aqui retiro Cuba, Venezuela, Bolívia e afins __ tem papel fundamental na fiscalização do poder público e não para exaltar os líderes políticos. Toda vez que a imprensa esquece este papel as consequências são funestras. Basta ver o que aconteceu no pós 11 de Setembro nos Estados Unidos. A imprensa defendeu o governo Bush com unhas e dentes e ainda demitiu jornalista que ousaram questionar o seu papel na tragédia. O resultado? Uma invasão unilateral no Iraque, que vai marcar o fracasso do seu governo na sua principal frente: a guerra contra o terrorismo.

Pois o sonho do PT é uma imprensa "chapa branca". Ensaiou isto no início do seu primeiro governo, foi bombardeado e teve que recuarl. Agora a ofensiva vai ser na área econômica. Podem escrever que vai tentar asfixiá-las nos patrocínios e assinantes.

Menos a Isto É e Carta Capital.

Estas o dinheirinho da Petrobrás e de nossos monstros estatais está garantido.

E viva a democracia!

segunda-feira, outubro 30, 2006

Estórias de Lorena

Estávamos assistindo Shrek no fim de semana e a Lorena comentou:
__ Este burro não para de falar...
__ É mesmo, igual a Lorena! __ não resisti.
__ Não é a Lorena que não para de falar, é o burro! O burro que não fica quieto. Não para de falar. A Lorena fica quieta. É o burro! O burro que não para de falar! A Lorena não pai! É o burro! Ele não para de falar...

Diálodo De Classe

__ Quando o período de tempo para cada projeto for diferente utilizamos a Série Uniforme.
O aluno de sempre levanta o braço.
__ Fala.
__ E se o período de tempo for diferente?
Breve silêncio.
__ O que eu acabei de dizer? A Série Uniforme é para o período de tempo diferente. Senão não precisa usar! Cara você não nasceu. Você foi inaugurado!

Day After

Hoje me poupei de assistir ou ler qualquer jornal. Por motivos óbvios. Amanhã volto à ativa, pois afinal o mundo continua. E tem muita coisa para acontecer nesta segunda metade da Idade das Trevas do Brasil.
Á luta!

domingo, outubro 29, 2006

Dia Histórico

Charge do Dia

Dia de Luto

Com certeza este é o post mais triste da curta história deste blog.

O povo brasileiro re-elegeu hoje o presidente mais corrupto de sua história. Esta é a grande verdade que as urnas revelaram. O resto é perfumaria, e de péssimo odor.

Lula recebeu hoje um cheque em branco. O eleitor deixou claro sua posição. Não considera corrupção um tema relevante, e nem de moral. Desde que o postulante ao cargo defenda os mitos esquerdistas que impedem a América Latina de crescer como a estatização, está tudo bem. Pode roubar a vontade, só não pode privatizar.

O Brasil perdeu hoje. Perdeu no combate à corrupção e na utilização do Estado para fins partidários. A coligação de Lula, notadamente PT-PMDB, vai ampliar agora a ocupação da máquina pública e a pouca independência de nossas instituições será ainda mais diminuída. Um grande exemplo será a Polícia Federal. Aqueles policiais sérios, que procuraram fazer seu papel, serão marginalizados na instituição. Os que apostaram na operação tartaruga e nas operações pirotécnicas são vitoriosos. Bem como a mídia que apostou sua fichas na defesa do governo. Isto É, Carta Capital, O Dia e outros estão com patrocínios garantidos para mais quatro anos. Graças a generosidade da “nossa” Petrobrás, Banco do Brasil, Correios e afins.

A licença para roubar foi dada. Se com tudo que foi visto, o governo ainda recebeu um voto de aprovação, não há limites para esta turma. Podem ficar de olho nas ONGs, elas serão os intermediários. O Estado de Direito será atropelado.

O viés autoritário ficará mais evidente. O grande inimigo: a mídia independente. E se o judiciário ousar se colocar como obstáculo será o próximo.

Mas será na economia que o abalo será forte. Tudo indica que o ciclo de crescimento mundial está chegando ao fim. Este governo não tem a menor condições de enfrentar uma recessão com as idéias que defende. O ministro da fazenda e a da casa civil __ me poupo de sequer pronunciar estes nomes __ já iniciaram um movimento para derrubar Henrique Meirelles no Banco Central. Querem a derrubada das taxas de juros por decreto, mesmo em prejuízo das metas de inflação. Lula se comprometeu na campanha a não reduzir os gastos públicos, e não há motivo para que não o faça já que não fez até hoje. Já foi comprovado que a conta não fecha. Só há duas saídas: aumento de impostos e inflação. Aposto nos dois.

O maior programa de distribuição de renda já feito no Brasil foi o Plano Real e o fim da inflação. Pois ambos estão ameaçados. E o povo irá descobrir que os R$50,00 da bolsa-família não servirá para nada. E não adiantará reclamar, pois foi opção sua.

De tempos em tempos uma nação chega a uma encruzilhada. Um caminho leva ao futuro, a um papel mais digno no mundo. O outro leva ao atraso. Erramos em todas estas encruzilhadas, mas todos os erros anteriores foram da elite política. Este é diferente, a responsabilidade é todo da povo brasileiro. Não haverá a quem culpar, apenas sobrará o arrependimento. Que nem todos terão a humildade de assumir.

Sei que hoje faço parte de 40% dos eleitores brasileiros que repudiam este governo. E este sentimento é forte, de revolta. Apesar das manchetes, a mídia "isenta" foi um dos responsáveis pelo que aconteceu. Pois não há como ser isento em uma situação moral. Se não tiveram coragem de justificar o roubo, tentaram mostra-lo como luta política. Como um capricho na oposição. Não chamaram as coisas pelo devido nome. Abusaram de eufemismos como "recursos não contabilizados", "suposto mensalão". Nenhum jornal teve a coragem de dizer que o presidente mentiu, e quando mentiu. Apenas entrou em contradição.

Faço parte de 40% dos eleitores brasileiros que consideram que os fins não justificam os meios. Que a corrupção é o maior dos nossos males. E que só pode ser combatida com a total intolerância, como fazem as nações civilizadas.

Coisa que evidentemente, não somos.


Já Votei

Fiz o que podia. Dei uma banana para o atual presidente. E bem dada!
É o suficiente?
Claro que não.
Mas daqui a alguns meses quando vir nas ruas uma multidão de desiludidos arrependidos vai me restar ao menos a satisfação de não ter feito parte desta lambança!

sábado, outubro 28, 2006

Charge do Dia

Amanhã é o Dia

Curioso. Esta semana cheguei a conclusão que não dava mais e que Lula seria re-eleito com folgas. Tudo conspira a seu favor, até mesmo a incopetência da candidatura de oposição em defender uma opção diferente do que está aí.

Tá tudo tão bem encaminhado que fico me perguntando porque tanta irritação no debate ontém e tanta virulencia nos ataques petistas dos últimos dias.

Está um clima no mínimo esquisito. É aquela situação que me lembra as leis de Murphy. É justamente quando nada pode dar errado que dará. Será?

O fato é que amanhão os eleitores brasileiros comparecerão às urnas mais uma vez para escolher o seu governante para os próximos 4 anos. É sempre o momento para a nação se afirmar e definir seu futuro. O meu voto está se tornando quase que um de resistência, contra o status quo atual. Estando certo, obviamente, as pesquisas.

Está com a maioria nem sempre é sinal de sabedoria. Espero, sinceramente, que o Brasil me surpreenda amanhão e de um basta a esta esculhambação generalizada que o PT fez com meu país. Mas isto não depende de mim, e sim da consciência crítica de meu povo e como quer se definir como nação. A opção está bastante clara. Quem me dera se ao dormir hoje uma manifestação coletiva de inspiração conduza o voto amanhã para a vitória de Alckmin.

Seria inesperado?

Totalmente!

Mas nem por isto menos emocionante!

Acorda Brasil!

Disco da Semana


A Plebe Rude surgiu em Brasília, no início dos anos 80. Junto com o Capital Inicial e Legião Urbana formou a conhecida turma da colina. Impulsionados pelo movimento punk estas bandas pegaram a estrada no melhor estilo “faça você mesmo”.

Ao contrário das bandas “irmãs” que foram abandonando a veia punk, a Plebe manteve-se sempre fiel às sua origens. Caracterizava-se pele intensa crítica social, e por apresentações ao vivo literalmente incendiárias.

Formada por Philippe Seabra (guitarra e voz), Jader Bilaphra (guitarra e voz), André X (baixo) e Gutje (bateria) inspirava-se notadamente na banda inglesa The Clash.

Após o lançamento do mini LP O Concreto já Rachou em 1986, entrou novamente no estúdio para gravar Nunca Fomos Tão Brasileiros, reunindo o material que ficou fora do primeiro e algumas inéditas.

Neste trabalho, a banda mostrava já nítida evolução. Embora começassem a surgir as divergências internas que os consumiria mais tarde, e uma relação que se deteriorava com a gravadora, o resultado ficou excelente.

Bravo Mundo Novo abria o disco com arranjo marcante, e letra inspiradíssima. “Se eu lhe dissesse as coisas não são como parecem será que você escutaria? ”. Como música de trabalho foi escolhida a belíssima A Ida, mas foi Censura que se tornaria mais conhecida, devido a um fato irônico: foi censurada!

A Plebe nunca superaria a vendagem do primeiro Lp. O boom do rock nacional, a influência do Rock’n’Rio se dissipava. Mas ficou o registro de uma das mais talentosas bandas de uma geração, que merecia um futuro muito melhor do que teve.

sexta-feira, outubro 27, 2006

"Não concordo com uma só palavra do que dizeis, mas defenderei até a morte vosso direito de dizê-lo"


Voltaire

VIP: 100+ Sexy

A Revista VIP divulgou a sua lista das 100 mulheres mais sexys segundo os votos dos leitores. As dez primeiras foram:


1. Juliana Paes

2. Angelina Jolie

3. Ellen Rocche

Adriana Bom Bom

5. Grazielle Massafaro

6. Adriana Lima

7. Ana Paula Arósio

8. Ana Hickman

9. Cláudia Leite

10. Sandy

Terceiro Turno?

Em 1992, o presidente Collor iniciou seu calvário. Acusado de corrupção, junto com seu tesoureiro Paulo César Farias, foi aberto um processo de Impeachment. Na época Collor e Farias criaram expressões novas para se defenderem. Segundo PC não era corrupção mas "recursos não contabilizados", "sobras de campanha". Curioso que Delúbio Soares utilizou a mesma expressão ano passado em seu depoimento(?) à CPI.
Collor acusou as oposições de irem contra a vontade do povo. De forçarem um "terceiro turno".
Não é que agora os petistas estão novamente utilizando a mesma expressão?
Outro dia li em alguma coluna um pensamento no mínimo curioso. Dizia, o autor, "diante desta gente aquele rapaz de Alagoas não passava de um amador..."
Pois o governo já prepara a reação para evitar processo semelhante. E em cima dos erros de Collor.
O senador Pedro Simon disse ano passado na CPI: "Uma coisa tenho que admitir naquele processo. O presidente Collor colocou-nos inteiramente à disposição a PF e a Receita Federal. Tudo que quizemos investigar foi possível, com colaboração irrestrita." Pois o governo tem Márcio Thomaz Bastos para garantir a "Operação Tartaruga" e que a investigação não chegue na campanha do presidente.
Collor teve contra ele as manifestações organizadas principalmente pela UNE. Lula não corre este risco, tem liberado milhões para manter a organização quietinha, como em todo regime socialista que se preze. Só levantaram a voz nesta eleição para criticar a privatização de FHC. Sobre corrupção nada. Curiosos valores não?
Em resumo, se no início Lula se espelhou em FHC, agora não deixa mais dúvidas no governo de quem está buscando sua inspiração. É Lulla de novo, com a força do povo!
E o Brasil que apodreça em tanta mediocridade!

quinta-feira, outubro 26, 2006

Frase do dia

"A verdade tem do lado dela uma arma invencível: o tempo."

Olavo de Carvalho


Flamengo 1 x 3 Vasco

Não deu. O Vasco aproveitou melhor suas chances e venceu o excelente clássico de hoje à noite. As duas equipes jogaram para vencer, criaram inúmeras oportunidades e qualquer resultado hoje teria sido justo. Não vi, em nenhum momento, predominio nem de Vasco nem do Flamengo. Foi um jogão e infelismente, para o mengão, hoje não era o dia. Renato que o diga ao perder a chance de ouro do empate, dentro da área, no fim do jogo.
A verdade é que o grande interessado hoje era a equipe vascaína. E fez por merecer sua entrada, pela primeira vez, na zona da Libertadores. O Vasco é o favorito para esta quinta vaga, ainda mais que tem um jogo contra o Paraná, adversário direto, em São Januário.
O Flamengo tem que tratar de ganhar os próximos dois jogos, contra o Santa e o Atlético no Maracanão, para começar a planejar para a Libertadores do ano que vém.

Dia Atarefado

Hoje não deu nem para chegar perto da net. Passei a manhã fazendo trabalho, a tarde no centro do Rio, viajei para Resende e estou indo para o Clube assistir o jogo do Flamengo. O jogo é pretexto, o bom mesmo é tomar um cervejinha com os amigos!

quarta-feira, outubro 25, 2006

Frase do Dia

Quase todos podemos suportar a adversidade, mas se quereis provar o caráter de um homem, dai-lhe poder.

Abraham Lincon

Manual do Perfeito Idiota Latino-americano (III)

Cap 3 - A Bíblia do Idiota


Neste capítulo, os autores dissecam o livro As veias abertas da América Latina, escrito pelo uruguaio Eduardo Galeano no final dos anos 60.

Em sua obra, Galeano imagina a América Latina em um papel totalmente passivo, sucessivamente explorado pelos europeus e americanos, que surgem como vampiros para sugarem seu sangue. E é esta metáfora hemofílica que norteará este livro por inteiro.

A obra divide o mundo em dois lados: os perdedores e os vencedores. O que se aplicaria a toda relação comercial. Para alguém obter riqueza, alguém a está perdendo. Neste contexto existe apenas transferência de riqueza, e nunca sua criação. Pode ser facilmente contestado pelo exemplo da relação Canadá-Estados Unidos, em que ambos ganham em termos de riqueza.

Galeano condena também as exportações para os imperialistas que, segundo ele, ganham mais consumindo-os do que os latinos vendendo-os. Não explica como ficariam estes mesmos países sem estas exportações e porque o inverso não seria também aplicável, ou seja, não estariam os latino-americanos roubando os computadores e aviões norte-americanos, televisões japonesas e etc?

O autor defende também o papel do imposto sobre as importações como enriquecedor do Estado. A transferência de riqueza do bolso privado para o setor público seria benéfico para a nação. Obviamente não diz que este tipo de imposto age para diminuir a importação, o que seria trágico para a maioria dos países latino-americanos. Não vive Cuba reclamando do embargo comercial americano? O embargo só vale para os países “imperialistas”. Logo não deveria ter do que reclamar, já que o comércio com estes países é prejudicial.

Faz um defesa do chamado “preço justo”, que logicamente não seria fixado pelo mercado, mas por uma alta burocracia do Estado. Este modelo foi utilizado, por exemplo, pela União Soviética. O que acabou com sua economia.

Defende a teoria do que obter lucro com capital investido é eticamente condenável e economicamente nocivo. O lucro deve ser condenado, embora deva ser mantido os investimentos. O que deixa de dizer é que 90% dos investimentos do mundo são efetuados pelas nações desenvolvidas, com recursos captados originalmente das famílias que investem em busca de rendimento para suas poupanças.

Este livro tornou-se a bíblia do idiota Latino-americano. Praticamente todas as teses econômicas defendidas pela esquerda brasileira atual está nesta obra. Posso até ver as veias da Heloísa Helena falando da subserviência ao capital estrangeiro. Mas o grande finale está neste trecho:
A águia de bronze do Maine, derrubada no dia da vitória da revolução cubana, jaz agora abandonada, com as asas quebradas sob o portal do bairro velho de La Havana. A partir de Cuba, outros países iniciaram, por vias distintas e com meios distintos, a experiência da mudança; a perpetuação da ordem natural das coisas é a perpetuação do crime.

É a declaração de amor ao modelo de Galeano: A ditadura cubana.

Pois Cuba, após a queda do Muro de Berlim, sem o capital soviético, mostra-se desperada para abrir as veias para o capitalismo, pedindo empréstimo para investidores estrangeiros e pressionando de todos os fóruns para que os Estados Unidos retire o embargo. Um país em que qualquer objeto flutuante é utilizado como meio de transporte para conseguir sair da ilha.

Tuta

Esqueci de comentar sobre a rodada do brasileirão no fim de semana.

O empate de São Paulo e Grêmio praticamente __ e uso esta palavra como eufemismo __ deu o título ao São Paulo. Margem de erro? 0,0000000000001%. Tá bom? De qualquer forma o Grêmio também já está com a vaga da Libertadores na mão, assim como o Santos.

Paraná, Vasco e correndo totalmente por fora o Botafogo disputam a última. Deve dar o time da colina, se não se complicar como fez o Fluminense em 2005.

Já o tricolor carioca empatou com o Juventude fora. Pelo menos interrompeu a série de derrotas seguidas. Se a situação não é nada boa, pelo menos não é desesperadora como poderia ser. Isto porque das 4 vagas para a série B 3 já estão praticamente definidas. Sua briga é com a Ponte, Corinthians e Palmeiras. A Ponte é a "favorita".

Mas o "melhor" da rodada foi o atacante Tuta do Fluminense. Nem acreditei no que vi. Depois de driblar maravilhosamente dois adversários e ficar na cara do gol... pisou na bola!Literalmente! Foi tão grotesco que levei quase um minuto para parar de rir. Que sina!

Pista Capitão Cláudio Coutinho


Acordei hoje e resolvi dar uma caminhada. Um dos melhores lugares para esta prática aqui no Rio de Janeiro é a pista Capitão Cláudio Coutinho, na Praia Vermelha. Possui 1250 metros de extensão e dá a volta no morro da Urca, beirando o mar no alto de um paredão de pedra. Uma vista simplesmente maravilhosa da baía da Guanabara.
Munido de meu Ipod, companheiro de todas as horas, caminhei por 50 minutos e 5km. Foi muito bom, esqueci dos problemas e das tristezas. Apenas curti o momento. Pensei na vida, mas ao mesmo tempo não pensei em nada. Contradição? Não sei, mas foi assim. Terminei bem mais leve que comecei, e não estou falando do peso.
A influência do mar sempre foi grande em mim. Sempre positivamente. Coisas que as palavras são poucas para expressar.
É impressionante como um bom momento vivido compensa uma série de momentos ruins. O poder da paz interior, da felicidade sincera é superior ao tormento da infelicidade. Pelo menos para os que possuim atitude positiva para com a vida.

terça-feira, outubro 24, 2006

Voto de Protesto

Pela primeira vez tenho que admitir. Não dá mais. Lula vai vencer no domingo e só me resta fazer o meu papel: digitar na urna o meu protesto.
Protesto contra um governo que:
  • montou uma máquina de corrupção como nunca vi
  • violou sigilos bancários
  • abusou da arte de mentir e dissimular
  • dividiu o país geograficamente, economicamente e até racialmente
  • aliou-se a Fidel Castro e Hugo Chaves
  • apresentou crescimento pífio
  • distribuiu pensões criminosas para "perseguidos"
  • considera o MST e as FARC como movimentos sociais
  • está levando o país para o pior dos mundos, o socialismo
  • aparelhou o estado com "companheiros" incopetentes
  • aceitou a ocupação da Petrobrás
  • dividiu a polícia federal
  • criou um clientelismo como nunca se viu através do bolsa família
  • acabou com nossa diplomacia
  • aumentou a carga tributária
E paro por aqui para não ficar deprimido. É triste morar num país onde tudo isto é tolerável, mas a privatização não. O futuro é negro pois estamos lutando contra a história. Estamos rumando em uma direção que fracassou no mundo todo, em tudo que tipo diferente país. E só produziu miséria, pobreza e uma burocracia estatal rica.
O meu consolo __ quase o único __ é que daqui a alguns anos não estarei arrependido pelo fatídigo dia 29 de outubro. Mas milhões estarão.
E talvez seja tarde demais.

Filósofo da PG

Que Grécia que nada. Descobri que na PG temos um filósofo também. Aqui vai dois profundos pensamentos que tive a felicidade de escutar:

"Este negócio de beleza da mulher é coisa do passado."
"O importante é o meu eu interior."

Quem é?
Conto o milagre, não o santo!

Charge do Dia



Vale uma Empresa Brasileira

Uol Notícias:
A Companhia Vale do Rio Doce concluiu, no final da tarde desta segunda-feira, a aquisição da 75,66% do capital da mineradora canadense de níquel Inco, e deve se tornar, assim, a segunda maior mineradora do mundo, atrás apenas da anglo-australiana BHP Billiton.(...)
Com a compra da segunda maior produtora de níquel do mundo, a Vale, que tem valor de mercado de cerca de US$ 50 bilhões, subirá três posições no ranking global das maiores mineradoras, ficando em segundo lugar, atrás da BHP Billiton. A Vale produz atualmente cobre, bauxita, potássio, alumina e alumínio, além de minério de ferro.

Não há como uma empresa estatal competir com uma empresa privada em termos de eficiência, gerenciamento e visão de futuro. Quando estatal a Vale tinha um lucro anual de R$ 500 milhões de reais, o que lhe conferia um limitado poder de investimento. O seu valor de mercado não chegava a R$ 10 Bilhões.

Após a privatização, em menos de dez anos decaplicou seu valor. Seu lucro anual é estimado em R$ 10 bilhões, praticamente o mesmo valor da empresa como um todo em 1995!

Obviamente que este crescimento gerou emprego em toda sua cadeia de fornecedores e logística. De quebra paga R$ 2 Bilhões de impostos todo ano ao elefante brasileiro. E ainda contribui para a balança comercial, possibilitando que o presidente fale na campanha que as exportações aumentaram! Ao mesmo tempo em que sataniza as privatizações.

Podem procurar nos jornais que não tem nenhum canadense reclamando da compra de sua compania. Ao contrário de imagem esquerdista dominante no Brasil, não consideram que estão vendendo seu patrimônio e sim que estarão recebendo investimentos importantes que geram empregos e riquezas.

Mais uma vez estamos na contra-mão da história!

Frase do Dia

"Uma mentira repetida mil vezes torna-se verdade."

Joseph Goebbels

TV Digital: Arrepios

Um momento do debate me deu arrepios. Foi quando Lula respondeu sobre limites para a imprensa, e o repórter ainda acrescentou __ o que não entendi __ notadamente a imprensa televisiva.
Lula respondeu que existiam abusos, que poucos tinham concessões mas que com a TV digital seria universalizado as concessões e abriria espaço para universidades, sindicatos, etc.
Na hora pensei em CUT, UNE, MST. Não tenho dúvidas que estas "agremiações" receberiam uma concessão para transmitir sua ideologia 24 horas por dia.
Que o façam em uma TV por assinatura, vá lá. Com excessão do MST, lógico, que só é movimento social para o presidente, Heloísa Helena e afins pois suas lideranças deveriam estar é na cadeia. Mas fico pensando como vou evitar que meus filhos assistam uma coisa destas na TV aberta.
Mais um movimento na direção da "educação" ideológica do nosso povo.
E continuamos cegos...

3º Debate: Sem Pudor

Alckmin saiu-se bem melhor que o dabate anterior. Deixou de lado aquele tecnicismo inútil e tentar parecer igual ao Lula e foi mais duro com o presidente. Que como sempre se enrolou em perguntas sobre corrupção e não teve nenhum pudor de espalhar mentiras, o que só comprova o que disse FHC ontém. É a tática de Goebbels __ ministro de propaganda nazista __ de repetir a mentira inúmeras vezes até que cole.
Disse, por exemplo, que este é o governo que tudo é investigado. Que nunca a Polícia Federal foi tão atuante, etc. Esqueceu de dizer que todos os escândalos foram iniciados por denúncias à imprensa, o tudo foi feito para dificultar as investigações. Basta lembrar que foi ao STF para impedir a quebra do sigilo do amigo Okamoto. O que teria neste sigilo que não poderia ser mostrado? As prisões do dossiê só aconteceram porque o delegado de plantão assumiu a respondabilidade de não deixar passar o flagrante __ o que aparentemente está sepultando sua carreira. Teria tido prisão se pedisse autorização para a operação?
Outra mentira deslavada foi sobre os cartões coorporativos. Disse que os dados estavam no SIAFI. Mentira. 95% das contas estão sobre a rúbrica de sigilo de estado. Mas se sabe que existem vultuosos saques em espécie. Tem um de quase um milhão de reais. O que um funcionário do seu gabinete fez com uma grana destas em dinheiro vivo só podemos supor. E nenhuma suposição boa.
Enrolou-se visivelmente no aeroporto de Congonhas. Disse que a obra não tinha sido paga. Mentira. Foi paga. O TCU só investiga obra com prestação de contas.
Foi irônico sobre a privatização da Petrobrás. Sim, confirmou que havia dito que Alckmin privatizaria a empresa __ o que é uma deslavada mentira __ e ainda emendeou: o adversário que aproveite a oportunidade para desmentir. Não é uma generosidade?
Lula teve sim dois bons momentos. O primeiro quando concedeu mais 30 segundos ao adversário. Aprendeu com Covas em seus confrontos com Maluf. E quando, numa idéia que beira à imbecilidade, Alckmin resolveu perguntar sobre o Nordeste. Foi a deixa para um festival infinito de demagofia barata que lhe cai tão bem.
O grande momento de Alckmin foi na pergunta sobre corte de gastos. Foi seco: primeiro na corrupção. E melhor ainda quando Lula tentou mostrar intimidade e rechaçou para um presidente amuado: não conte comigo para compactuar com a impunidade.
Se o eleitor verá da mesma forma?
Não sei, e nem posso saber.
Mas que Alckmin foi melhor ontém, isso foi.

segunda-feira, outubro 23, 2006

Frase do Dia

Se sofreu uma injustiça, console-se; a verdadeira infelicidade é cometê-la.

Demócrito

Mais Um Debate

Hoje me perguntaram se ainda acreditava que Alckmin ainda pode vencer as eleições. Só pude responder citando Aristóteles:

"A esperança é o sonho do homem acordado."

Sim, ainda acredito que dê, mas daí e fechar os olhos e não ver que tudo indica sua derrota são outros quinhentos. Não me fio nem nas pesquisas eleitorais. É pelo que tenho visto ao meu redor.

A militância de Alckmin está desanimada. Viu seu candidato ser alvejado e bombardeado e ficou perplexa com sua a palidez de sua defesa. Está nas cordas, e aparentemente sem saber o que fazer para sair de lá.

Decepcionei-me com seu comportamento nas duas últimas semanas, mas sobretudo por sua falta de disposição para defender ideais que deveriam nortear sua campanha. No último debate achei sua candidatura "rala", sem conteúdo.

O outro lado, no entanto, revela-se cada dia mais nitidamente um desastre para o país. A opção continua bem clara para mim: a prioridade é derrotar Lula. O seu governo será, sem medo de errar, muito pior __ sim, é possível __ que o atual. E não terei nenhum prazer em jogar isto na cara de ninguém daqui a um ano (nem vai precisar de quatro, já ficará nítido bem antes).

Defendi a candidatura de Alckmin contra Serra __ o que começo sinceramente a me arrepender. Mas agora é tarde. Se Alckmim é o que nos resta, então que assim seja.

Hoje tem mais um dabate. Qual será o Alckmin que veremos?

O vencedor derrotado do primeiro debate ou o derrotado derrotado do segundo?

Pois se será derrotado partindo para o confronto ou não partindo, que escolha a primeira opção.
No mínimo poderá se credenciar a ser um dos líderes da oposição ano que vém, talvez na presidência de seu partido.

Se for o Alckmin paz e amor do último debate, então esta eleição já era, e vai ser de lavada.

Uma pista para ajudá-lo em sua escolha.

Lula saiu furioso do primeiro debate.

No segundo, saiu sorridente. Elogiando o adversário.

Fácil de escolher não?

Sacanagem do Schumacher

Mais uma do alemão. Bateu ontém o único recorde que Barrichelo tinha na Fórmula 1. Até então o Rubinho era o vice-campeão com maior número de pontos na história.
Era.
Agora é o alemão!

domingo, outubro 22, 2006

O que Ando Escutando

Billy E King – Stand By Me
Todd Rundgren – Love Of The Common Man
Todd Rundgren – I Saw The Light
Judas Priest – Victim of Changes
Rush – Tom Sawyer
Queen – Tie Your Mother Down
Rainbow – Tarot Woman
Thin Lizzy – Soldier of Fortune
Grand Funk Railroad – Shinin' On
Iron Maiden – Prowler
Motörhead – Overkill
Ozzy Osbourne – Over the Mountain
Ira! – O bom e velho rock'n roll
Ramones – I Wanna Be Sedated
AC/DC – Highway to Hell
Alice Cooper – Hey Stoopid
AC/DC – Hells Bells
Blue Öyster Cult – Godzilla
Grand Funk Railroad – Footstompin' Music
Nazareth – Expect No Mercy
Legião Urbana – Daniel na cova dos leões
Deep Purple – Comin' Home
The Clash – Clash City Rockers
Deep Purple – Burn
Judas Priest – Breaking the Law
Trapeze – Black Cloud
Grand Funk Railroad – Are You Ready
Jimi Hendrix – Voo Doo Child
Whitesnake – Take Me With You
Vixen – Rev It Up
Legião Urbana – Que País É Este
Plebe rude – Plebiscito
Engenheiros do Hawaii – Ouca o que eu digo nao ouca ninguem
John Entwistle – My Size
Uriah Heep – Look at Yourself
Queen – Keep Yourself Alive
Camisa de Venus – Eu Não Matei Joana D'Arc
Kiss – Detroit Rock City
Saxon – Crusader
Ramones – Censorshit
Bad Company – Can't Get Enough
Budgie – Breaking All the House Rules
Jethro Tull – With You There to Help Me
Dr. John – Iko Iko
The Pretenders – Mystery Achievement
The Pretenders – Lovers Of Today
The Pretenders – Brass in Pocket
The Pretenders – Private Life
The Pretenders – Kid
The Pretenders – Stop Your Sobbing

Paraná 0 x 2 Flamengo

Não deu para entender nada. O Flamengo não costuma se dar bem contra o Paraná. Não costuma vencer fora de casa. Não costuma vencer com o time reserva.
Pois desafiando todos os prognósticos, o Flamengo venceu o Paraná, fora de casa, e com o time reserva. Apenas Bruno de titular jogou hoje. A imprensa acrescentou Léo Medeiros, mas ele não é titular do Flamengo. Jogou contra o Corinthians, mas não vinha no time jogando nos jogos anteriores.
O time conquistou 42 pontos, é o 9º colocado e o rebaixamento é hipótese agora bem remota. Neste rítmo termina com campanha honrosa.
Que venha o Vasco!

Vencedores Brasileiros GP Brasil


  • Emerson Fittipaldi (1973,1974)
  • José Carlos Pace (1975)
  • Nelson Piquet (1983,1986)
  • Ayrton Senna (1991,1993)
  • Felipe Massa (2006)

Vitória de Massa

De ponta a ponta Felipe Massa venceu o GP Brasil hoje em Interlagos. Alonso foi segundo, e Schumacher num corridaço de despedida ficou com a quarta posição. Por que corridaço? Largou em 10º, furou o pneu, caiu para último e deu show no autódromo. O título pode ter ficado com o espanhol, mas o alemão fechou com muita dignidade sua carreira, o maior vencedor da história deste esporte.

Classificação:

  1. Alonso.............134 pts

  2. Schumacher......121 pts

  3. Massa..............80 pts

  4. Fisichela............72 pts

Frase do Dia

"Existe apenas um bem, o saber, e apenas um mal, a ignorância. "

Sócrates

Manual do Perfeito Idiota Latino-americano (II)

Capítulo II – Árvore Genealógica


O segundo capítulo do livro descreve como se formou o pensamento anti-americanista na América Espanhola. O Brasil, portanto, fica de fora desta análise.


São apresentados os principais pensadores que através de um tenso debate de idéias formou o que hoje defende não só os marxistas, mas principalmente a chamada social-democracia de esquerda.


Inicialmente, com a independência das colônias espanholas, e formação das repúblicas, o pensamento voltou-se contra a Espanha. A comparação com o desenvolvimento das treze colônias americanas era nítido, e já desta época, o fracasso e a pobreza das novas repúblicas eram justificados por fatores externos.


Quando aos americanos destruíram a esquadra espanhola no Caribe, o foco mudou. Os Estados Unidos, antes uma república admirada, passou a ser tratada como império. O uruguaio José Enrique Rodo, influenciado por Paul Groussac, foi o primeiro a processar esta tese no livro Ariel em 1900. Afirmava uma superioridade da cultura humanista sobre o pragmatismo americano e apresentava um desprezo ao antiespanholismo.


O cubano Enrique José Varona, em 1906, foi o primeiro a denunciar o que seria a expansão do capitalismo americano sobre uma frágil e desprotegida América Latina.


Surgiam as duas correntes que perduram até hoje no pensamento de esquerda no continente: o marxismo russo e o nacionalismo estatizante mexicano.


O peruano Victor Raúl Haya de La Torre, fundaria a APRA (Aliança Popular Revolucionária Americana) que em seu Manifesto em 1924, defendia, entre outros, nacionalização de indústrias e terras, ação contra os impérios e unidade política na América Latina.


Estariam aí, as bases da esquerda democrática latino-americana. Em síntese, Groussac e Rodó defenderam o espiritualismo latino-americanos, Haya defendeu a nacionalização e o Estado como responsável pelo desenvolvimento da economia. A realidade desacreditaria estas idéias, mas elas continuam a ser professadas até hoje pelos idiotas latino-americanos.

Para ler mais: Resumo capítulo II

Brasileirão: jogos de sábado

Vamos ao esporte, que é um assunto mais leve (nem sempre) e que tenho deixado meio de lado neste blog.

O Inter venceu a Ponte em Campinas por 2 x 0, manteve-se ainda na luta pelo título, mas principalmente em rítmo para o mundial em Tóquio. É fundamental que mantenha-se concentrado para não cometer um erro comum dos times brasileiros nos últimos tempos de entrar em descendente após a conquista da Libertadores e chegar em Tóqui achando que é só plugar na tomada para voltar a jogar sério.

O Santos venceu o Figueirense(2 x 1) e continua firme com sua vaga na Libertadores do ano que vém.

O Goiás venceu o Santa para 4 x 3 e o time pernambucano nitidamente já jogou a toalha. O rebaixamento é quase uma certeza.

Matrix Real

No filme Matrix,o mundo ao nosso redor encobria uma terrível verdade. Tratava-se de um mundo virtual, programado por computadores, colocado na mente dos homens para que não percebesse que, na realidade, era escravo de um mundo dominado por máquinas.

Existia uma pírula, que acordava quem a tomava para a realidade.

Um dos personagens, arrependeu-se depois de ter tomado esta pírula. O mundo real era muito pior do que o virtual. Ao trair seus companheiros, pediu apenas uma coisa: que o conectassem novamente ao programa e o fizessem esquecer de tudo.

Outro dia um colega argumentou comigo que há muito tempo deixara de ler jornais, pois ficava deprimido. Hoje, preferia não saber dos assuntos, notadamente políticos, pois era mais feliz assim.

Quase no mesmo dia, mais dois amigos vieram com idéias semelhantes. Não adiantava se envolver com assuntos que não podíamos interferir, que o melhor era deixar de lado e viver a vida, enfim ser feliz.

Concordo com todos os três. Estão mais do que certos. A humanidade chegou a um tal grau de desagregação, e talvez tenha sido sempre assim, que não dá para ler o noticiário e ficar feliz. Basta pegar os jornais e dar um lida na primeira página, não precisa nem ir a fundo. Tirando as notícias esportivas, normalmente sempre colocadas de forma positiva, o resto é tristeza pura. É corrupção, guerras, violência, crises. Um retrato de nossa sociedade.

Neste contexto, a ignorância é até uma benção. Um brasileiro vivendo no meio da selva amazônica não tem a menor idéia do que está acontecendo no mundo, ou mesmo no Brasil. E consegue ser feliz em seu mundo restrito.

Eu comecei a tirar meu véu. Tenho lido bastante, estudado, buscado informações. E confesso que tem dias que minha vontade é jogar tudo para o alto e esquecer que o mundo existe.

Mas eu me pergunto: até que ponto tenho este direito? Não seria esta a solução mais fácil para os problemas, fingir que não existem?

Estou em um curso de mestrado, tenho acesso a informação, seja pela internet, pela televisão ou mídia escrita. Gosto de ler, sempre gostei. Se eu, nestas condições, me alienar disso o que dizer de quem não chegou nem perto de ter as condições que tenho?

Será que a saída para a humanidade é a ignorância de nossos problemas? Fingir que não existem? Não seria neste momento que mais ficaríamos fragilizados contra os predadores da sociedade?

Meus caros amigos, realmente vocês têm toda a razão. Quando somos expostos continuamente a uma realidade que nos desagrada, e percebemos nossa impotência, somos invadidos por imensa tristeza.

Mas acredito que esta solução não seja para mim. A tristeza que sinto ao ver o mundo à minha volta é, antes de tudo, a prova de que me importo, que desejo algo de melhor não só para mim quanto que para a humanidade em geral.

Talvez a felicidade fique mais difícil para mim, talvez não. Quem pode dizer o que é felicidade? Mas de uma coisa tenho a mais absoluta certeza: Não quero voltar ao programa de Matrix.

Quero ver o mundo como ele é.

E torcer todos os dias para que se salve.

sábado, outubro 21, 2006

Dupla Alegria de Felipe Massa

Felipe Massa comemorou em dobro hoje em Interlagos.
Primeiro porque fez a pole e larga em primeiro amanhã.
Segundo porque Schumacher não larga em segundo. Aliás deu tudo errado para o alemão, que larga apenas na 10ª posição. Alonso larga em 4º.
O brasileiro tem tudo para vencer amanhã. Com o alemão longe do grid, só teria que ceder sua posição se Alonso cair fora e Schumacher conseguir chegar no brasileiro. Algo extremamente improvável.
Mais improvável ainda é ter de disputar a corrida com Alonso. O espanhol vai correr para o campeonato, evitando forçar o equipamento e briga por posições. O risco é ficar com receio demais de errar e acabar errando. Ilógico? Nem tanto, quantas vezes tomamos tanto cuidado para evitar um erro que justamente por isso acabamos por cometê-lo. A mente humana tem destas coisas.
Outra possilidade é Schumacher alcançar Massa e mesmo sem chances de vencer o campeonato a Ferrari mandar o brasileiro abrir para dar uma última vitória ao alemão.
Esta acho ainda mais improvável. Principalmente porque a corrida é no Brasil, e um atitude destas seria um desastre para a premiação da prova, e a "homenagem" acabaria por manchar o fim de carreira de um grande capitão.
As cartas estão na mesa.

Bravo Mundo Novo

Se eu lhe dissesse olhe além do horizonte
será que você olharia?
Bravo mundo novo está nascendo
pelo visto vai te surpreender um dia

Conselho ou sermão, não aprendemos a lição
de que com insistência ou não
nos protegemos e lutamos contra o que?

Bravo mundo novo

Se eu lhe dissesse
as coisas não são como parecem
será que você escutaria?

Bravo mundo novo está nascendo
pelo visto vai te surpreender um dia

Herdamos do passado velhos erros e ideáis
que só servem de exemplo para os demais
que já há muito tempo

Bravo mundo novo

Não pergunte então
se os sinos dobrarão
se dobrarem não será por você

Bravo mundo novo, decadente nosso cativeiro
mas se tão jovem mais parece que já há muito tempo





Composta por André X e Philippe Seabra
Gravado por Plebe Rude
Album: Nunca Fomos Tão Brasileiros, 1987

Sócrates, 470 a 399 a.c.

Considerado o pai da filosofia ocidental, pouco se sabe sobre sua figura histórica, pois não deixou escritos sobre seus ensinamentos. Sua mensagem ficou registrada nas obras de Platão, mas não é possível ter certeza se o personagem de seus diálogos seja o verdadeiro Sócrates.


Foi o criador da Maieutíca, literalmente o “método da parteira”. Perguntas são levantadas como expediente para que o interlocutor descobrisse (ou parisse) a verdade dentro de si.


Foi mestre no uso da ironia. Formulava perguntas, revelando-se totalmente ignorante a respeito do assunto tratado, enfatizando a sabedoria de outrem. Perguntas aparentemente ingênuas, mas na verdade em condições de envolver o interlocutor em contradições insolúveis


Afirmava que não é possível conhecer alguma coisa sem reconhecer a própria ignorância. A presunção do saber é o maior obstáculo ao descobrimento.


A filosofia não ensina a verdade, mas ajuda o indivíduo a descobri-la sozinho. Não oferece soluções, mas um método de raciocinar a partir de si mesmo, o que foi celebrizado na frase: “conhece-te a ti mesmo”.


Comparava-se a uma parteira. O sábio não oferece verdades, mas favorece o nascimento da verdade na alma do interlocutor.


Tratou também da vida após a morte. Afirmava que o sábio deseja apressar a libertação da alma espiritual do cárcere corpóreo, não prolongando a vida eternamente.


Trecho de Teeteto, de Platão:


Ora, então, toda a minha arte de obstetra é semelhante a esta, mas difere, enquanto se aplica aos homens em geral e não só às mulheres, como também enquanto se refere às suas almas parturientes e não aos seus corpos.

Mais uma



Santo Deus! Que mais o brasileiro está esperando?

sexta-feira, outubro 20, 2006

O petróleo é nosso!

Dei uma passada no site da agência nacional do petróleo, sempre em buscas de dados para não ficar chutando valores.
Petróleo importado este ano: 91.246.811 barris
Petróleo exportado este ano: 78.735.763 barris
Déficit nominal: 12.711.048 barris
Preço médio do petróleo importado: $69.06
Preço médio do petróleo exportado: $52.46

Que autosuficiência foi esta comemorada ano passado? Alguém pode me explicar? Como seu fosse uma criança de 5 anos?
Dá-lhe Petrossauro!

Cada Vez Mais Difícil

A pesquisa IBOPE deu 22 pontos de vantagem para Lula. Se os números estiverem corretos o candidato do PSDB vai terminar o segundo turno menor do que entrou. Realmente o carimbo de privatização colou no candidato da oposição e dali não sai mais.
Tenho visto o pessoal na internet a espera de uma bomba para detonar de vez a campanha de Lula.
Quer saber?
Pode vir quantas bombas quiser, que não vai mudar o quadro que está aí. Porque foram tantas bombas que fica difícil alguma a mais fazer efeito. Nem uma gravação com Lula abraçado a uma montanha de dinheiro comove mais. O Brasil entrou na fase Perón de vez:
"Ladrón o no ladrón, nosostros queremos Perón!"

Frase do Dia

"De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto"

Rui Barbosa

Mais uma choppada da PG....

Ontem um grupo de alunos da PG se reuniu para tomar uma cervejinha na Urca. A noite rendeu boas estórias e muitas risadas. Não dá para contar todas aqui, mas cito algumas frases e pensamentos que marcaram a noite. Algumas foram sobre eventos passados, outras do presente. É claro que tomo a liberdade literária de por vezes florear, ou exagerar, mas no sentido geral elas são bem autênticas. Que fique o registro!

__ Pode trazer qualquer uma que não seja Skol.
Minutos antes do garçom trazer... uma Skol!

__Cara, não sei se bebi demais mas estou vendo um carro de fórmula 1 no meio da rua...

__ Vou no banheiro fazer uma troca de água de lastro.

__ Pede desculpa pro cara!
__ Eu não! Ele me trouxe uma Skol só para me sacanear!

__ Aquele que fez gol é quem? É o Brasil? Goooool !!!!!

__ Ana Paula! Ana Paula!

__ Sai daí gnomo cachaceiro!

__ Alô? Mariana? Não vai dar para ir na COPPE amanhã. Estou com um probleminha....

__ Vamos procriar?

__ Caramba! Sães Peña! Abre a porta motorista que eu quero descer!

__ Não precisam se preocupar. Só queremos uma carona até o Baixo Gávea.

__ Você tem um cigarro aí?

__ Cadê aquele colega de vocês, o do procriar?

__ Ele não vai entrar na contra-mão. Não vai entrar na contra-mão. Ele entrou na contra-mão!

__ Que isso cumpadi! Pedindo cigarro para minha mulher?

__ Os caras estão com escuta! Revista eles!

__ Oi, desculpe interromper.... posso sentar com vocês só para tomar um traguinho desta branquinha?

__ Não vamos com essas mulheres não. Vamos chegar na casa dela e vai ter 3 negões nos esperando. Vão bater na gente, roubar nossa grana e nos estuprar!

__ Não posso dar bandeira. Vou só dar sinal de luz para ninguém vir na nossa direção.
Um segundo antes de dar “sinal de luz” na guarita da PM.

“Não posso dar bandeira. Tem uma blitz aí na frente e estou sem carteira de motorista nem identidade. Vou passar pianinho”.
Alguns segundos antes de passar “pianinho” em cima do gelo baiano na frente da PM

__ Sinhor, sinhor, desculpe sinhor, mas eles que me obrigaram!

__ Todos os três são ótimos. Mas o dele é maior!

__ Seu guarda não! Sargento!

__ sinhor, desculpe sinhor. Mas você deu um tapa na minha b...

__ É que nem um bezerro mamando. Tchuc tchuc tchuc.
Demonstrando com a mão o tchuc tchuc tchuc..

__ Sai fora. Ela é minha!

__ Quem é o condutor do veículo?
Som do silêncio....

__ Bezerro cara? Bezerro? Até vomitei com esse bezerro!

__ Chega aqui com a gente. Pode vir. Iiihh cara, é homem!

__ O que o tripé ta fazendo com o cara que mora na praia?

__ Vocês moram aqui?
__ Moramos. Estamos só esperando nosso colega terminar de namorar.

__ Só to preocupado com o Danilo....

__ Os senhores me desculpem. Mas não vão poder entrar com estes trajes. Não estão usando nem sapatos!

__ Só queria comprar uma cartela de camisinha.
__ Vocês vão ter trabalho hoje hein?

__ Cara, como é que eu vou assistir aula amanhã?

__ Este é Gustavo , este é o Jefferson e este é o O... __ tentando lembrar um nome que comece pela letra “O” __ Ônibus!

__ Vamos entrar em silencio para não acordar o Danilo...
Minutos antes da entrada de uma “manada de elefantes”.

__ Chega! Vou embora!
E “saiu” para a área de serviço, mais precisamente para dentro do varal.

__ Cara, aqui só tem barzinho! Vamos para outro lugar!

__ PQP. Deixa de ser tarado! Eu vou dar na tua cara!

quinta-feira, outubro 19, 2006

Manual do Perfeito Idiota Latino-americano (I)

Cap I - Retrato de Família


Normalmente, o primeiro contato com o marxismo vem na universidade. Folhetos e cartilhas de um marxismo elementar apresentam uma explicação fácil e plena para o mundo e da história. Tudo é fruto da luta de classes. Os culpados pela pobreza e pelo atraso são dois: a burguesia e o imperialismo.


Quase todos os latino-americanos sofrem deste mal na juventude, como se fosse um sarampo. Alarmante não é ter passado por estas asneiras, mas continuar repetindo-as e acreditando nelas após tê-las confrontadas com a realidade.


Este companheiro ao entrar na política deixará de comportar-se como um esquerdista radical, será mais discretos. Mas não deixará de abanar o rabo de alegria toda vez que se encontrar com Fidel em Cuba. E justificará todos os crimes na ilha.
José Dirceu, Lula, etc


Deixará sua verve marxista e adotara uma honrosa relação com a Internacional Socialista, ou, se for conservador, com a chamada doutrina social da Igreja.
Foro de São Paulo, Teologia da Libertação


A palavra social o fascina. Falará de política, mudança, plataforma, corrente, reivindicação, convencido que essa palavra santificará tudo o que faz.
Já viram Lula falar em qualquer coisa sem a palavras social no meio? Hoje tem debate, vou contá-las!


A burguesia provavelmente deixará de ser designada por ele de burguesia, para ser designada como oligarquia, poderosos, ricos.
José Dirceu ontem: “Pela ação, melhor dizendo, reação da oposição, reuniu-se de novo no Brasil a fina flor da direita conservadora, as oligarquias, as elites endinheiradas de São Paulo, setores da classe média udenista, todos numa cruzada contra a esquerda progressista e tudo aquilo que o PT e Lula representam na história recente do Brasil.”


Se há guerrilha em seu país, será compreensivamente chamada de “insurgência armada”, e pedirá diálogos patrióticos, embora mate, torture, seqüestre.
Nossos esquerdistas são mais eficientes, criaram o termo “movimento social” __ olha a palavra mágica novamente __ e sempre pedem diálogo com o MST, e nosso presidente ainda tira foto com o boné desta “agremiação”.


Seus seguidores o chamarão de chefe. Será um orador prolífero e de frases de efeito, que sofre estremecimentos quase eróticos à vista de um microfone. Seu êxito residirá essencialmente em sua capacidade de explorar demagogicamente os problemas sociais
Este livro foi escrito em 1996, estes caras eram por acaso videntes?!?


Assumirá algum papel de protagonista de seu partido e já terá à sua disposição, em secretarias, ministérios ou institutos, alguns bons quinhões democráticos.
Aparelhamento do estado


Possui uma clientela eleitoral que talvez já tenha perdido suas ilusões quanto à grande mudança social oferecida, mas não na influência de seu chefe e nos pequenos benefícios dela que pode tirar
Bolsa-família


Em apoio a nosso político e a suas posições estatizantes, outros perfeitos idiotas virão oferecer-lhe a mão: economistas, catedráticos, colunistas, sociólogos, antropólogos, artistas de vanguarda, etc. Todos se mobílizam em favor dos monopólios públicos.
Sem comentários



Política

Outro dia reclamaram comigo. Tudo que eu falo hoje vira política? Não vejo como não ser assim. Estamos a duas semanas das eleições. O noticiário inteiro está pautado nisto, até as fofocas de novela estão escondidas no rodapé da 55ª página!
Depois do dia 29 prometo dar uma trégua! E estarei precisando!
Mas um aviso: você pode não gostar de política, pode até odiá-la, mas ela está a sua volta em tudo o que faz.
E ela se interessa por você!

Mais Animado

Estou bem mais animado que ontém depois da última pesquisa. Não vou contestá-las, primeiro por não ter elementos para isso, e segundo porque acho que na tendência estão mais do que razoáveis. Se a primeira semana da campanha de Alckmin foi ruim, a segunda foi horrorosa.


Confiou demais nos marqueteiros e nas tais pesquisas qualitativas. Segundo eles a privatização é um tema impopular. Pois o desarmamento era extremamente popular e perdeu. A massa não entende patavinas de privatização, mas entende a metáfora de Lula sobre vender a geladeira. Como combater isso? Basta o exemplo da telefonia. Há dez anos atrás uma minoria de eleitores de Lula tinha telefone. Hoje eles tem celulares. Não tem imagem mais forte do que esta, ainda mais tratada com uma boa jogada marketing no horário político.


Mas o que fez a campanha de Alckmin? Literalmente fugiu. Que negue a idéia de privatizar Petrobrás e BB vá lá, realmente nunca foi plano do tucanato abrir mão deste instrumento de poder. Mas negar o conceito? Assinar documento (que mania) dizendo que não fará privatização? Bola fora total. Deixou de debater o assunto e passou a imagem que a privatização é satânica e que sua candidatura tem sim risco de fazê-lo. Que falta fazem políticos verdadeiros nesta hora!


Mas estou mais animado. Acho que Lula ganha __ gostaria de estar errado __ mas acho que ganha. E este governo tem tudo para acabar de uma vez com a imagem "pura" da esquerda. Tem tudo para o brasileiro acordar para os perigos do populismo e abrir caminho, finalmente, para uma candidatura verdeiramente conservadora em 2010 (ou antes, se a justiça fizer ser trabalho).


E não, não vejo o PSDB neste papel. Deve pagar por ficar defendendo esta baboseira de esquerda e o estatismo revestido de nacionalismo. Hoje, com todos os seus defeitos, o partido que mais se identifica com o conservadorismo é o PFL. Cabe a seus dirigentes perceberem isto (Cesar Maia já o fez) e preparar um candidato para 2010. E defender com afinco o trinômio que ganhou no México: Lei, ordem e família.


Depois da última semana de Alckmin sua eventual vitória me deixou com a pulga atrás da orelha. Continuaria ele refém das opiniões pré-formadas da população em seu governo? Se entregaria em políticas assistencilistas e evitaria os temas polêmicos? Se assim o fizer, se evitar confrontos com os "movimentos sociais" e não partir para faxina ética do estado, estará a caminho de fazer um governo muito ruim. E o PT estará a espera de 2010, novamente com Lula, para bradar em alto em bom som: eu não disse! E voltar triunfante ao poder como fez Getúlio.


E isto é inadimissível. O PT tem que ser removido definitivamente da vida política do país, não pode ser parcial. Se for possível só em 2010, que o seja. Mas que não haja volta!

quarta-feira, outubro 18, 2006

Quem Foi?

De todas as idéias ridículas (e não foram poucas) da campanha de Geraldo Alckmin à presidência esta foi, disparada, a pior. Quero crer que foi um destes marqueteiros gênios, que estão jogando por terra todas as chances de vitória. Não bastasse a imbecilidade de ter assinado o inútil acordo com o PDT de não privatizar, e ter fugido de defender as privatizações feitas no governo FHC, agora Alckmin me tira esta foto de piloto de fórmula 1 com todas as empresas que financiaram a corrupção do PT. Agora conseguiram me irritar de vez! Que papelão candidato! Tira logo esta coisa que está vestindo, e se continuo votando no senhor é porque o outro lado é infinitamente pior.
Lula está ganhando esta eleição por absoluta incopetência da oposição. E incluo os marqueteiros, os políticos e o próprio Alckmin que passaram dois meses discutindo abobrinhas na propaganda eleitoral. Vão ser incopentente assim no inferno! Diante de um governo completamente inepto, incopetente e delinquente conseguem levar a lavada que estão levando! É para entrar para a história como exemplo de como não se faz uma campanha política!
Cada país tem o governo que merece, e a oposição também!

Livro: Manual do Perfeito Idiota Latino Americano

Se uma coisa de bom eu ganhei nesta eleição foi o desejo de deixar de ser um alienado político. E na filosofia estou aprendendo que o saber requer esforço. Juntando estas duas premissas tenho dedicado uma parcela do meu tempo para estudar e tentar entender o que está acontecendo à minha volta.


Outro dia, andando pela Saraiva, encontrei este livro. Chama-se Manual do Perfeito Idiota Latino-Americano escrito a seis mãos por três escritores ilustres: Plínio Apuleyo Mendonza, Carlos Alberto Mantaner, e Alvaro Vargas Llosa


Todos os três são ex-marxistas, que na juventude militaram o caminho de boa parte dos estudantes do continente e abraçaram as idéias da esquerda. Arrependeram-se depois, e em 1996 escreveram este tratado sobre as teses que um dia defenderam.


O prefácio brasileiro é de Roberto Campos. Segundo ele diferentes "ismos" contribuiram para explicar o atraso latino-americano. Seriam eles o nacionalismo, o populismo, o estatismo, o estruturalismo e o protecionismo. Acrescenta que o livro é uma devastadora fotografia da mitologia latino-americana dos nacionais-populistas e esquerdistas. Os tijolos institucionais do desenvolvimento sustentável seriam a razoável estabilidade de preços, competição microeconômica, investimento na formação de capital humano e abertura internacional. As vigas do edifício seriam o respeito a liberdade empresarial e o direito de propriedade.


A apresentação coube a Mario Vargas Llosa, que aponta o motivo do fracasso das instituições e democracia na América Latina: a atitude irresponsável de se comportar como avestruz diante das próprias misérias e defeitos, negando-se a administrá-los e buscando desculpas expiatórias (imperialismo, neocolonialismo, Cia, FMI, etc). O grande paradoxo é que os governos começam a mudar, suas economias a ser reformadas e suas instituições civis a nascer ou a renascer, enquanto que a vida intelectual fica, em grande parte, estancada, cega e surda às mudanças experimentadas pela história do mundo, imutável em sua rotina, seus mitos e convenções.


"Só há uma coisa pior do que ser explorado pelo imperialismo; é não ser por ele explorado."

Joan Robinson

A Luta Será Longa

Tudo indica que no dia 29 de Outubro estará terminada esta batalha. Com derrota da verdade, da justiça e do senso moral.


Mas a luta continuará. Nunca achei que fosse fácil remover o PT do estado brasileiro. O Lula na presidência é apenas uma faceta. Existe outras, inúmeras. O PT se instalou nas estatais (com seus fundos de pensão), nos sindicatos, nos grupos de guerrilha (MST, PCC), no movimentos sociais, no mundo artístico, na mídia e infelizmente, nas pessoas de bem.


Para o bem do Brasil ele deve ser removido. Este partido não mostrou nenhum respeito às regras democráticas e nem ao seu conceito. E por isto deve ser extinto. E acredito que um dia será, e um passo fundamental será dado neste eventual segundo governo.


Em 2002, Lula foi eleito com a esperança e confiança da maioria da população. E desconfiança de alguns. Muitos poucos acreditavam que estavam conduzindo ao palácio uma quadrilha.


Qualquer que seja o resultado este ano, o presidente iniciará o segundo governo já sem a esperança de grande parte de seus eleitores, pois a maior parte de seus votos agora são de desilusão. De gente que não viu uma opção melhor no candidato de oposição. Quase metade do Brasil já não o vê com desconfiança, já o vê como um mal a ser extirpado.


Este novo governo iniciará com um país dividido como nunca antes. E com uma série de crimes a assombrá-lo. Até hoje a polícia federal não chegou nem ao final do inquérito Waldomiro. Será difícil para ela continuar apurando eternamente. Terá de dar respostas. Sob pena de perder também sua credibilidade


Investigações no exterior estão começando a chegar perto de Lula, notadamente na Itália, onde já apareceram os nomes de Daniel Dantas, Telecom Itália e pagamento de propina a políticos brasileiros.


Não existe como este segundo governo terminar bem, se é que chega ao final.


Uma hora o povo brasileiro vai reagir ao abuso de sua confiança. E descobrirão que o rei está nu.


E pior: sempre esteve!

Manuel e Joaquim


Ontém fui com a Otávia, Rafaela, Marco Aurélio e João ao Manuel e Joaquim. É meu barzinho favorito no Rio. Tem uma sangria excelente, que nunca deixo de tomar quando vou lá. E aperitivos muito bons. Colocamos a conversa em dia, e nos divertimos muito.
Tanto que esqueci de pegar o último ônibus para a Urca e voltei a pé. Passei pelo Canecão bem na hora que estava acontecendo a reunião de Lula com os artistas. Nem imaginava que já tinha saído a pesquisa Data Folha que lhe conferia 20 pontos de vantagem.
Ainda bem, pois pude dormir sem essa!

Obina



  • Obina não chuta à gol, ele maltrata a bola até ela sair correndo.
  • Zico gritou: " Bate para o gol , Obina". Obina respondeu: "Peça porfavor."
  • Quando Obina marca um gol, ele não corre em direção da arquibancada com odedo levatado para agradecer a torcida, mas para chamar o vendedor depipoca.
  • Certa vez numa pelada, Obina preparava-se para bater a falta e o goleiro gritou:"chuta igual a homem!". Nascia a bola de futebol americano.
  • Um dia Obina e o super-homem tiraram um duelo em chutes a gol. Operdedor teria que usar cueca por cima da camisa pro resto da vida.
  • Nas transmissões de jogos, Galvão Bueno fica na cabine exibindo cartazesdizendo "Alô, Obina! Olha pra gente!"
  • Obina não tem dificuldades em dominar a bola, a bola que tem dificuldades de fugir do Obina.
  • Obina não chuta. Ele olha sério pra bola e ela entra.
  • Obina pediu um Big Mac no Bob's e foi atendido.
  • Todos têm atacantes, o Flamengo tem Obina.
  • Obina manda e a bola obedece. A que não obedeceu virou bola de tênis.
  • Quando o Obina está em campo o Flamengo joga sem técnico. Ninguém comanda Obina. Ninguém.

terça-feira, outubro 17, 2006

Filosofando: Protágoras

Protágoras foi talvez, o mais famosos dos sofistas. Como Parmênides, viveu na Grécia no alvorecer da filosofia. Defendeu a idéia do relativismo, da inexistência da verdade absoluta. O homem é a medida de todas as coisas.

O que existe, na verdade, é o choque de opiniões conflitantes. Este choque (dialética) conduz à escolha da melhor opinião, da mais útil.


Introduz a idéia que o discurso deve ser usado como o médico ao receitar um medicamento. Como as pessoas tem visões diferentes da realidade, recebem de forma diferente a mesma mensagem. Para levá-las ao convencimento deve-se utilizar argumentos relativos à sua base própria de conhecimento.


Os sofistas foram os primeiros mestres da retórica. Perceberam que o lógos (sentido amplo para o pensamento, raciocínio) pode ser usado para mentir, seduzir e impressionar.


O que achei mais interessante foi a idéia que quem julga conhecer a verdade, utiliza argumentos convincentes, fundados na evidência de um raciocínio. Já quem não possui a verdade utiliza argumentos persuasivos, válidos apenas para um determinado público, nem sempre lógicos, mas tocantes pois são dirigidos às emoções


Os sofistas concluíram que o segundo grupo frequentemente tem sucesso sobre o primeiro


Mais uma vez os gregos explicam o nosso inexplicável!

Frase do Dia

Todo nosso conhecimento nasce no sentido, passa pelo entendimento e termina na razão

Immanuel Kant

Identificando Reportagem Cretina

Não vejo nenhum problema em que o jornalista expresse sua opinião. Ao contrário do PT não sou contra a democracia, acho que o contraditório e o debate de idéias nos fazem crescer. Não acho que um jornalista deva ser censurado por expressar sua interpretação ou defender seu ponto de vista. O máximo que vou fazer é discordar, e dizer o por quê.


Agora acho uma extrema covardia o jornalista esconder sua opinião em uma falsa independência, uma falsa neutralidade. Como faz o tempo todo gente como Tereza Cruvinel e Ricardo Noblat. Vejam um exemplo que pesquei da Folha online hoje:


“O líder tucano afirmou que é demagogia do PT afirmar que um eventual governo de Geraldo Alckmin venderia o controle da empresa. FHC afirmou que "ninguém vai privatizar" a gigante estatal do petróleo, mas em seguida deixou escapar a frase 'não sou contra a privatização da Petrobras'".


Vejam como procede o falso isento. No meio da notícia ele solta sua interpretação. Ele não diz que é contra a privatização da Petrobrás. Diz mais. Diz que alguém só pode defender esta tese às escondidas, e com vergonha. Só pode deixar escapar uma opinião destas. E FHC nem chegou a dizer que era a favor. E dessa maneira, nossos sentidos vão captando a sua opinião como verdade.

Problemas com rapidshare

Infelizmente estou tendo problemas com o rapidshare. As músicas que estou disponibilizando no blog, e que deveriam permaner no servidor por 30 dias após o último download, estão sendo apagadas com menos de 5 dias. Mandei um e-mail reclamando.
Estou procurando outro servidor gratuito para prosseguir. Por enquanto tem o megauploads, mas é difícil fazer o download, sempre apresenta mensagem dizendo que os canais para seu país estão ocupados.

Charge do Dia

Roda Viva com Lula

Sobre o Roda Viva com lula selecionei os seguintes trechos:


"Chamei o presidente do partido lá em casa e falei: eu quero saber quem fez essa burrice para não usar a palavra que estou pensando agora. Você, como presidente do partido, tem obrigação de dar uma resposta à sociedade. Ele não deu [a resposta], eu o afastei da coordenação da campanha".

Engraçado, como presidente da república Lula também não soube dar a sociedade uma resposta para o mensalão. Mas neste caso, não houve afastamento. Por que?


“Eu não posso tomar as dores do meu filho. Se estiver errado, que pague. Mas não posso impedi-lo de trabalhar. A disputa política neste país é velhaca...”

Pois Lulinha recebe 15 milhões da telemar, empresa com quase 50% de capital público, e diz que não pode empedí-lo de trabalhar? Vejam bem, são 15 milhões! E o povo satisfeito com o bolsa-esmola...
Sorte de Lula que a sempre diligente Tereza Cruvinel interrompeu com o presidente visivelmente embaralhado para perguntar sobre "po-li-ti-ca". Se pudesse ele dava-lhe um beijo!


“Nós não estamos inventando nada, estamos insinuando”.

Esta foi sobre o terrorismo eleitoral que seu partido plantou no noticiário. Engraçado que usou o mesmo argumento que a brilhante Tereza Cruvinel utilizou na coluna de ontém do globo. A mesma que sempre se reveriu ao "suposto" mensalão e que não cansa de repetir que "nada foi provado" sobre a participação de José Dirceu.


Algumas rápidas conclusões:

  • O presidente não tem idéia da maiorida das coisas que fala
  • No debate se exaltou com os cartões coorporativos, agora com o caso Gamecorp. Por que a oposição não explora estes assuntos?
  • Quem ainda tinha dúvidas sobre o papel de Tereza Cruvinel nesta campanha não deve ter mais.
  • Aproveitem, se Lula vencer, e tem a eleição na mão novamente, será impossível vê-lo novamente responder sobre estas questões ou qualquer outra. O seu negócio é palanque, e só ele com o microfone.

segunda-feira, outubro 16, 2006

Pessimismo

Uma onda de pessimismo tomou conta da candidatura de Geraldo Alckmin, fruto da sucessão de erros nas duas primeiras semanas de campanha do segundo turno. Acredito que a próxima pesquisa vai aumentar ainda mais a diferença. Vejo alguns sinais que me preocupam. A propaganda na televisão tem sido fraquíssima, voltando ao nível pré-dossiê. Lula está na ofensiva, e Alckmin acuado. Paradoxicalmente vende a idéia de vítima. Já começam a surgir os arautos do "perder com dignidade".

Do jeito que está, só um milagre, e bota milagre nisso, salva o candidato do PSDB. Será realmente um prêmio à falta de coragem da cúpula da campanha, que terá ganho dos céus a eleição, mas seria uma salvação para o país.

Na hipótese da vitória de Lula não tenho dúvidas que será um desastre para o Brasil, mas algumas coisas ficarão marcadas.

Uma penca de gente e instituições estã atrelando seu nome ao de Lula, à despeito de todas as provas de corrupção. Políticos, jornalistas, sindicatos, movimentos sociais, revistas estão assumindo e dando um cheque em branco para esta baderna. Bem como milhões de eleitores.

Não tenho como cobrar depois de um semi-analfabeto, que não sabe o que está fazendo, o voto dado. Mas lembrarei de você, que tem estudo, que tem acesso a informação, que tem capacidade de analiar e concluir, o voto que está dando, e o papel que está desempenhado nesta campanha.

Se hoje, a imagem deste partido está ruim, se chegar a 2010 estará muito pior. Lula e seus cúmplices entrarão para a história com a sua real face. Uma quadrilha que montou o maior esquema de corrupção deste país, e que se utilizou da boa fé de milhões de infelizes. Mas estará desmascarado.

Com estará muita gente.

É ver para crer.

Filosofando


De uns tempos para cá resolvi ler um pouco sobre filosofia. Cheguei a conclusão que nós engenheiros temos a propensão de restringir o mundo a nossa volta ao tecnicismo, esquecendo a parte humana.


Dentro desta andança deparei-me com um pensamento muito interessante. Trata-se da filosofia de Parmênides, que viveu na Grécia cerca de 500 anos antes de Cristo.


Parmênides, foi o primeiro filósofo a defender a superioridade da interpretação racional do mundo e negar a veracidade da percepção sensível. Segundo ele, os nossos sentidos nos trazem opiniões e crenças, a verdade é fruto da argumentação racional, do pensamento, da análise.


Erra quem se deixa enganar por seus sentidos. A verdade só é alcançável com esforço, e principalmente, não é alcançável por todos. Apenas o ser é pensável. Este ser seria a verdade no pensamento de Parmênides, a opinião, a crença seria o não-ser. E o não-ser não é pensável, pois é a negação do ser.


Exemplificando, a negação da luz é a escuridão. A luz é o ser, a escuridão é o não-ser. Você vê a luz, mas não vê a escuridão. Da mesma forma que não escuta o silêncio. O não-ser não é descritível, não pode ser posto em palavras, pois não é pensável


Restam de sua obra, 154 versos de seu poema filosófico “Sobre a natureza”. Trata-se de uma metáfora, onde o filósofo percorre um caminho que leva da escuridão(o não-ser) à luz (o ser, a verdade). Do que li destaco este abaixo verso abaixo, que pode ser resumido com o seguinte pensamento: A razão, e não o olho, é quem vê a verdade


Me afastes desse caminho de busca o teu pensamento,
nem o hábito, nascido de muitas experiências, e esse caminho te obrigues
a mover o olho que vê, o ouvido que ribomba e a língua,
mas julgues com razão a prova muito debatida
que por mim foi fornecida.
E permaneças falando sobre o caminho que diz o que é.

Por que achei interessante a filosofia de Parmênides? Porque não consegui deixar de fazer uma analogia do que está acontecendo com nosso país. Analisando pela razão não consigo entender como alguém ainda vote em Lula depois do que foi visto nestes dois anos. E nem poderia ver! Os que votam em Lula estão obscurecidos por seus sentidos, votam por uma crença, uma opinião. Não conseguem expressar com argumentos seu voto, pois tal argumentos não existem. E portanto não podem ser postos em palavras ou pensados. São dogmas, são percepção. O povo percebe o presidente pela figura que se acostumou a ver: o humilde operário honesto que conseguiu vencer o sistema e tornar-se presidente da república.


Pois Parmênides dizia que a verdade está na razão, mesmo que ele contrarie frontalmente os nossos sentidos. Mas a verdade precisa de esforço, e nosso povo está anestesiado demais para persegui-la.


E corremos o risco de todos sofrermos por isso. Os que vêem com a razão e os que vêem com os olhos.

Frase do dia

"A esperança é o sonho do homem acordado."

Aristóteles

domingo, outubro 15, 2006

Flamengo 3 x 0 Corinthians

O Flamengo conseguiu uma importante vitória hoje contra o timão. Com gols de Leo Medeiros, Renato(p) e Juan afundou mais ainda o Corinthians em sua crise. O mais importante é que abriu 7 pontos em relação à zona de rebaixamento, justamente do adversário de hoje. Tem tudo para terminar o ano sem grandes desesperos __ o que é uma novidade __ e iniciar o planejamento para a Libertadores de 2007.
Já a parte debaixo da tabela ganhou em emoção. O Fluminense, tido até pouco tempo atrás como o mais forte carioca, está dois pontos a frente do Corinthians. A Ponte com 33 está entre os dois.
Este grupo está começando a ficar para atrás em relação ao bloco intermediário, o que torna a disputa mais restrita. Santa Cruz e Fortaleza para mim já era. Restam duas vagas para os citados e mais o São Caetano. Haja coração!

Sobre "Privatarias"

Um tema ganhou destaque nos últimos dias no Brasil: as privatizações. O presidente e seus comparsas iniciaram uma guerra de mentiras, vendendo a idéia que Alckmin planeja vender entre outras: Petrobrás, Banco do Brasil e Correios.


O partido no poder sabe que é mentira. Nem que quisesse o PSDB teria sucesso nesta empreitada. Não existe condições nem vontade política para isso. A maioria da população brasileira trata a questão com uma falsa noção de nacionalismo, e os políticos necessitam destas estatais como fonte de poder. Ninguém quer abrir mão deste instrumento que serve, no mínimo, como instrumento de barganha.


As empresas estatais tiveram sua explosão mundial no início do século XX. Foram importantes instrumentos para promover o desenvolvimento, alcançando regiões que a iniciativa privada não tinha condições de atingir. O próprio Estados Unidos a utilizaram para superar a grande depressão.


A partir da segunda metade do século, as nações mais desenvolvidas perceberam que a capacidade de gestão empresarial do estado é muito menor que a iniciativa privada. Enquanto a gestão pública é burocrática por natureza, o mundo empresarial é ágil, pois sua própria sobrevivência depende de sua eficiência.


Os Estados Unidos e a Europa foram vendendo suas estatais, relegando o estado ao papel de regulador e fiscalizador do livre mercado. As empresas de petróleo americanas são um exemplo clássico. O mercado tornou-se uma disputa de foice entre as empresas, resultando em ganho substancial para o consumidor que paga um combustível barato. A Rússia apostou numa estatal petrolífera. Entrou no fim do século com a nação passando fome e uma empresa quebrada. As estatais árabes e venezuelana estão muito bem. Já o povo...


A Petrobrás é um modelo de eficiência, apesar de já não ser totalmente estatal. Nós brasileiros comemoramos a auto-suficiência e os recordes de produção. No entanto, ninguém explica ao povo porque a gasolina está chegando a R$ 3,00, aumenta de acordo com a cotação do barril árabe, e importamos cada vez mais petróleo.


Minha noção de patriotismo é bem diferente. Há dez anos olhava para a Vale do Rio Doce e via um monstrengo burocrático, um cabide de emprego gigante, pouca capacidade de investimento e políticos mamando em suas tetas como Rômulo e Remo na fundação de Roma. Hoje, privatizada, a empresa é um modelo de gestão moderna, com ganho para seus empregados e para a indústria nacional. Hoje eu tenho orgulho da Vale. Como tenho da Embraer. Como tenho da CSN.


Em 1997, quando cheguei no Rio para fazer o curso do IME, aluguei um telefone. Pagava R$ 80,00 por mês. Meu pai tinha uma linha. Constava de sua declaração de imposto de renda. Valor? R$ 2.000,00. O serviço? Que serviço? Hoje vejo pedreiros com celulares, vejo o cobrador de ônibus com o seu, e minha linha é digital. E ainda criticam a privatização da Telebrás. Esta ninguém me contou. Eu vi!


Não vejo patriotismo em ver o Banco do Brasil comprando ingressos para show do Zezé de Camargo e Luciano para levantar fundo para o Partido dos Trabalhadores. Não vejo também em ver seu diretor na lista do Marcos Valério. Nem de emprestar dinheiro a fundo perdido para este mesmo Partido. Nem de ver o correios pagando mensalão. Nem de ver a Caixa Econômica quebrando sigilo bancário de um caseiro para tentar salvar a cabeça do ministro da fazendo. Muito menos Petrobrás e BB financiando filmes de quinta categoria de cineastas medíocres.


Mas fiquem tranqüilos, Alckmin não vai privatizar estas empresas.


Infelizmente!

Aniversário do Luan

Meu filho comemorou hoje, com um grupo de amigos, seus 11 anos. A "festa" foi em Penedo, no hotel Hibiscus. Na verdade foi uma reunião com futebol, piscina, cama elástica, ping pong e tudo que porcaria que conseguissem comer. Parabéns Luan!
.Foto de Poster


Jogando futebol


Cuidando da Lory


O tradicional parabéns


Papi e Lory