quarta-feira, outubro 11, 2006

Ducha de Água Fria

A nova pesquisa data folha revelou-se uma ducha de água fria na candidatura de Geraldo Alckmin. E um castigo para as trapalhadas apontadas para a primeira semana de campanha, onde o candidato ficou em Brasília e São Paulo consturando apoios ao invés de ir para as ruas faturar com a imagem de vencedor do primeiro turno. O que foi piorado com a confusa adesão de Garotinho, que anulou o proveitoso apoio de Collor a Lula.
O pior que pode acontecer agora é Alckmin colocar na cabeça que a vantagem aumentou por causa do debate. Os números são claros. Placar do debate: 43 x 41 para Alckmin. O que representa uma vitória incontestável pois costuma-se sempre considerar o seu candidato como vencedor. Os eleitores de Lula 51% cairam para 41%, e os 40% de Alckmin foram para 43%. Os resultados práticos do debate só vão aparecer a partir da próxima semana. A campanha tem que ser agressiva, pois o candidato do PSDB precisar tirar votos de Lula, e não vai conseguir isto no estilo que vinha mantendo na campanha. Sua única saída é a o confronto.
Os resultados estão aparecendo. Lula partiu para o combate, deixando de lado o visual paz e amor e retornando o estilo de campanhas anteriores. A guerra está aberta, e tenta colocar medo na população, principalmente alardeando que Alckmin vai acabar com o bolsa família e privatizar a Petrobrás e Banco do Brasil.
É sinal de medo. O PT está seriamente preocupado com o resultado do dia 29 de outubro.
Alckimin tem que deconstruir Lula, mostrar sua verdadeira face, e parar de errar tanto como nesta primeira semana!

Nenhum comentário: