sexta-feira, outubro 13, 2006

Extrema Cara de Pau

Folha SP de Hoje:
No dia em que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva abriu sua propaganda eleitoral dizendo que não desejava "baixaria", os sites na internet do PT e de sua campanha divulgaram um boletim com ataques a familiares do tucano Geraldo Alckmin. No final da tarde de ontem, o PT pediu desculpas em nota assinada pelo presidente da legenda e coordenador da campanha, Marco Aurélio Garcia.
Por determinação de Lula, Pomar redigiu nota assinada por Garcia e que foi divulgada às 17h39 no site do PT. Ela dizia que o presidente, o partido e seus aliados consideravam "totalmente inadequado, inapropriado e lamentável lançar mão de ataques pessoais envolvendo os candidatos ou suas famílias".
Uma coisa que estou de saco cheio é a imprensa ficar dando destaque a estas coisas como papagaio, sem fazer nenhuma análise ou tirar conclusões.
Não sou jornalista, mas procuro pensar, e raciocinar.
O que aconteceu foi uma medida preventiva pela quadrilha (me recuso a chamar mais este pessoal de partido). A coisa se passa assim:
Primeiro fazem o ataque contra a família de Alckmin. Depois pedem desculpas, mostrando qua não se deve atacar a família do candidato, etc.
Só que tem um detalhe. A quadrilha não tem nada contra a esposa e filha de Alckmin.
O caso dos vestidos já tratei aqui. O próprio estilista voltou atrás em sua declaração e disse que não sabia precisar se eram 400 vestidos ou os 10 que Lu Alckmin confirmara e teria doado. Pois eu sei. É impossível um estilista, de algum nome, presentear 400 vestidos para alguém. São 400 criações! Ou querem que acredite que se cria um vestido a cada meia hora? É trabalho para anos, senão para uma vida inteira!
O caso da filha é exemplar. Em uma operação cheia de pirotecnica a PF do vigilante Mácio Tomáz Bastos invadiu a Daslu como se estivesse tratando com o PCC (ah se tivesse esta coragem!). Ninguém me tira da cabeça que o objetivo daquela operação era conseguir uma foto (esta pode) da filha de Alckmin algemada. Seria imagem suficiente para o efeito desejada. Que importa que era apenas uma funcionária, que não tinha nada a ver com o financeiro. Prende-se primeiro, faz-se o estrago, e depois se liberta com uma pequena nota de esclarecimento.
Mas veja como os magos da quadrilha são espertos!
Lula teme que o PSDB lance suspeitas sobre a empresa de um filho seu, Fábio Luiz, que recebeu da Telemar um aporte de recursos no valor de R$ 10 milhões.
Não é meigo? Colocaram no mesmo bolo estes dois casos com o de Lulinha que recebeu uma bolada de 10 milhões de uma ex-estatal, sem nenhuma contrapartida, apenas por ser filho do presidente. E ainda tem a Lurian e a ONG Filhos de Plutão, também com uma cifra semelhante.
Ai de Alckmin se quiser levantar este tema agora: seria baixaria eleitoral!
O Lula paz e amor não quer ataques contra a família. Principalmente se for a sua e não tiver __ novamente __ como se defender! Em qualquer país sério seria motivo para a renúncia de um presidente. Como não somos...
Vale a velha história narrada por Elio Gaspari sobre Castelo Branco.
Consta que seu irmão, diretor de uma estatal, teria sido presenteado com um carro.
O presidente mandou chamá-lo e disse que deveria devolvê-lo. O irmão tentou argumentar, que não tinha nada demais.
__ Você não está me entendendo. Demitido você já está. O que estamos discutindo aqui é se você vai preso.
Em tempo: Castelo não se referia à justiça, pois não existia poder capaz de prender seu irmão por corrupção. A ordem partiria dele próprio.
Hoje temos Lula. Não é uma maravilha?

Um comentário:

Alexandra disse...

Brincadeira... Essa campanha virou realmente uma piada. Não dá para acreditar! Somos realmente um país de banana...
Vc deveria mandar esse texto para o Globo...