terça-feira, outubro 17, 2006

Identificando Reportagem Cretina

Não vejo nenhum problema em que o jornalista expresse sua opinião. Ao contrário do PT não sou contra a democracia, acho que o contraditório e o debate de idéias nos fazem crescer. Não acho que um jornalista deva ser censurado por expressar sua interpretação ou defender seu ponto de vista. O máximo que vou fazer é discordar, e dizer o por quê.


Agora acho uma extrema covardia o jornalista esconder sua opinião em uma falsa independência, uma falsa neutralidade. Como faz o tempo todo gente como Tereza Cruvinel e Ricardo Noblat. Vejam um exemplo que pesquei da Folha online hoje:


“O líder tucano afirmou que é demagogia do PT afirmar que um eventual governo de Geraldo Alckmin venderia o controle da empresa. FHC afirmou que "ninguém vai privatizar" a gigante estatal do petróleo, mas em seguida deixou escapar a frase 'não sou contra a privatização da Petrobras'".


Vejam como procede o falso isento. No meio da notícia ele solta sua interpretação. Ele não diz que é contra a privatização da Petrobrás. Diz mais. Diz que alguém só pode defender esta tese às escondidas, e com vergonha. Só pode deixar escapar uma opinião destas. E FHC nem chegou a dizer que era a favor. E dessa maneira, nossos sentidos vão captando a sua opinião como verdade.

Nenhum comentário: