quinta-feira, novembro 23, 2006

Petrobrás em cheque

Folha:
“A campanha eleitoral do ex-presidente da Petrobras José Eduardo Dutra (PT-SE) recebeu doações financeiras de cinco empresas que mantêm contratos e parcerias com a estatal. De R$ 846,6 mil captados pelo candidato derrotado a uma vaga no Senado pelo Sergipe, R$ 577 mil (68% do total) vieram dessas empresas. Dutra presidiu a Petrobras entre 2003 e 2005 e tentava retornar ao Senado, onde exerceu mandato entre 1995 e 2003."
E tem gente que acha que a briga é pelos ministérios. Não é não. O filé está no anonimato das estatais. O lucro anual da Petrossauro é maior que o que o governo brasileiro tem para investir. É incrustado na diretoria das empresas do governo que a viúva é sangrada diariamente. Já falei e repito: não existe um caso de corrupção no país, pelo menos em grande escala, que não tenha uma estatal no meio.
Por isso os petistas reclamam tanto do FHC. Imagine o que fariam com as mãos na Telebrás, na CSN, na Vale...

Nenhum comentário: