terça-feira, novembro 14, 2006

Sem Palavras

Folha de São Paulo:
O Brasil não crescerá 5% nos próximos anos, como propaga o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em razão de problemas no setor elétrico e da baixa taxa de investimento, avaliam economistas do Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada), ligado ao Planejamento. A tarefa do próximo governo será a de criar as condições para que, na década de 2011-2020, o país possa ter um crescimento da ordem de 4,5% a 5% ao ano.

Lembrando que o IPEA é um órgão do governo. E a previsão é que o 5% só chegue em 2017, desde que sejam feitas as reformas trabalhista, previdenciária....
E o véu vai caindo...

Nenhum comentário: