segunda-feira, janeiro 29, 2007

Chinaglia e a teoria do voto absolvidor

Por mais que Chinaglia tenha explicado a mensagem que ficou da sua confusão de argumentos a idéia ficou bem clara para quem escutou com atenção. O voto absolve candidatos que renunciaram para escapar do processo no parlamento. É a velha idéia da esquerda que o voto pode tudo. Não pode. Existem leis justamente para evitar que a maioria possa oprimir a minoria. Imaginem se a maioria que votou no Lula decidisse que a minoria que votou contra ele deveria perder o emprego.

Mas Chinaglia não acha nada disso. Acha que o deputado que foi eleito pelo povo (lembremos que a maioria foi eleita por voto de legenda), não pode ter seu mandato questionado pela câmara. Pois aí está um candidato a favor da impunidade. Basta ver seus apoios: Dirceu, Jefferson, Costa Netto, Severino, ...

Nenhum comentário: