quarta-feira, janeiro 10, 2007

Estoicismo


Os principais representantes do estoicismo foram Zenão (333 a 263 a.c.), Sêneca (4 a. c. A 65 d. c.) e Marco Aurélio (121 a 180 d. c.).

Zenão afirmava que o homem devia se guiar pela razão, evitando a paixão pois as intensas emoções impedem o fluir da racionalidade.

Sêneca acrescentava que a qualidade do sábio era a indiferença e a finalidade de sua existência seria a apatia, a supressão do desejo.

Argumentava também, que seguir a razão não significava ser escravo da racionalidade e as qualidades do sábio eram também a simplicidade, a espontaneidade e a presteza. Tais características vinham do fato do sábio estar em harmonia consigo mesmo.

Marco Aurélio complementava que devemos olhar para nós mesmos, que a filosofia consiste na reflexão sobre a existência, na indagação interior e na meditação sobre a vida.

“É melhor ser desprezado pela simplicidade do que se atormentar em uma contínua simulação.”
Sêneca

Nenhum comentário: