sábado, janeiro 20, 2007

Para não dizer que não elogio

Quando o governo acerta, o que não acontece com a frequencia que se deseja, cabe sempre o registro e o elogio. Foi uma boa surpresa a indicação de Carlos Sandemberg para a ANATEL. Apesar de não ser do ramo das telecomunicações é considerado uma pessoa séria e age de acordo com critérios técnicos, além de ser uma figura respeitada. Tudo que uma agência reguladora precisa. Claro que se eu aprovei tem gente que não aprovou não é mesmo? Pois vejam:

Por Gerusa Marques, no Estadão
O ministro das Comunicações, Hélio Costa, confirmou ontem o convite do presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao embaixador Ronaldo Sardenberg, ex-ministro de Fernando Henrique Cardoso, para uma vaga na Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). Fontes do PMDB asseguram, no entanto, que o partido não vai desistir da presidência do órgão regulador. O convite a Sardenberg, antecipado pelo Estado em sua edição de ontem, foi para ocupar, além de uma vaga no conselho diretor, a presidência da agência.A indicação de Sardenberg repercutiu bem entre as entidades do setor de telecomunicações, mas foi rechaçada pelo presidente da Federação Interestadual dos Trabalhadores em Telecomunicações (Fittel), José Zunga. O dirigente sindical, que é amigo de Lula e tem influência no PT, considerou o convite 'um absurdo'.Ele criticou o convite pela 'forte ligação' de Sardenberg com o PSDB. 'O PSDB não merece nenhuma confiança do ponto de vista da governabilidade do governo Lula', disse Zunga, que sempre trabalha contra nomes não alinhados com o PT.


O que prova que posso até concordar com o ato individual de um petista, no caso o próprio presidente, mas nunca consigo concordar com a posição do partido.

Nenhum comentário: