quarta-feira, janeiro 17, 2007

Pensamento

"O patriotismo é o último refúgio dos canalhas."

Samuel Johnson

No momento em que Chavez arrasta seu país para o socialismo em nome da pátria, como fizeram antes todos que experimentaram o mal do século XX, volto ao crítico inglês do século XVIII. É impressionante como o patriotismo é a justificativa ao longo da história para besteiras sem fim. É um argumento que a outra parte fica acuada, pois é sempre chamada de anti-patriota. Assim é anti-patriota alguém como eu que defenda as privatizações, ou a liberdade de mercado. Escutei coisa deste tipo no ano que passou.
Só tenho uma coisa a dizer: se não fosse tão patriota não estaria tão triste pelo que está sendo feito do meu país. Só pode sentir a dor quem ama. O resto são minúcias.

Nenhum comentário: