quarta-feira, fevereiro 14, 2007

O governo e a violência

Alguns fatos pescados hoje:
  • O presidente orientou a bancada no congresso a dificultar ao máximo o debate sobre a antecipação da maioridade. Tem todo direito à sua opinião e investir contra uma lei neste sentido. Mas tolher o debate mais uma vez só mostra sua disposição anti-democrática. O argumento de não discutir no "calor" do momento é falacioso. Todos os dias no Brasil é calor do momento, neste momento alguém está sendo assassinado no Rio e em São Paulo.
  • O Ministro da Justiça está calado. O assunto nem é com ele. Seu negócio é defender o governo das trapalhadas dos mensaleiros e sanguessugas. Violência? É problema da sociedade.
  • O Ministro da Fazenda é contra a medida aprovada no senado que impede o contigenciamento de verbas para segurança. Nos últimos anos apenas 20% do orçamento tem sido efetivamente gasto no setor.
  • A tal Força Nacional de Segurança Pública tão defendida pelo Ministro da Justiça parece feito no Projac. E queriam empurrá-la para cima de São Paulo para fazer demagogia.
Diante deste quadro alguém tem dúvidas da postura do presidente sobre o assunto? Quem votou que o embale. Infelizmente quem não votou tem que embalar também. É a democracia. Felizmente.

Nenhum comentário: