quarta-feira, fevereiro 07, 2007

Sei não

Claro que o prefeito de São Paulo errou feio ao enxotar Kaiser Paiva de um posto de saúde chamando-o de vagabundo. Nada justifica a falta de respeito. Mas tem mais coisa aí. A história que pinta do cara é tão certinha que começo a ficar em dúvida do que ele estava fazendo lá. Vejam bem, ele é pai de família, estava com o filho de 7 anos, foi líder comunitário, órfão de pai e mãe, estava com dor de dentes, empresário falido por uma lei da prefeitura (excelente por sinal). Sei não. Não estou dizendo que a estória é mentirosa, acho que é verdadeira. Mas a vítima da truculência do prefeito não tem um único senão? Nem um?

Cada vez que eu olho vejo uma estrela vermelha em segundo plano...

Nenhum comentário: