quarta-feira, março 14, 2007

Clubes que se apequenam

Hoje estava vendo uma discussão que estava se travando no futebol paulista pelo veto da Federação local para jogos decisivos na Vila Belmiro. Vanderlei argumenta que se o Santos não pode decidir na Vila o São Paulo também não pode no Morumbi pois teria vantagem indevida por jogar em casa. O mesmo argumento já vinha sendo batido por Leão.

Pois eu não imaginei que veria o dia em que Santos e Corinthians consideraria o Morumbi como casa do adversário. Sim, eu sei que o estádio pertence ao São Paulo, mas em se tratando de clássico é campo neutro, pois o que caracteriza mesmo o jogo fora é a torcida contra pressionando. Não é o que acontece quando estes dois clubes jogam no maior estádio da cidade.

Aliás TODAS os títulos brasileiros conquistado em finais por Santos, Palmeiras e Corinthians foram no Morumbi. Assim como as do Vasco foram no Maracanã. Só falta agora o Vasco considerar um jogo com o Flamengo no Maracanã como partida fora de casa.

Gostaria que o Flamengo tivesse um estádio parecido com o do Santos. Para jogos de médio porte, com perspectiva regular de público. Finais e jogões não. Entendo que o lugar de um grande clube é no maior estádio da sua cidade. É onde Vandelei e Leão deveriam fazer questão de levar as torcidas dos dois clubes, que já cansaram de lotar o Morumbi.

O caso do Inter e Grêmio é um pouco diferente pois ambos os estádios possuem capacidade parecida. Nesta caso caracteriza-se a "casa" dos dois, embora quando se enfrentem não haja vantagem de mando de campo, pois ambos atuam diante de sua torcida.

Por fim lembro que o Santos de Pelé fez a final do mundial inter-clubes no Maracanã. Entendiam os santistas que deveriam jogar no maior estádio do Brasil (e do mundo) pois representavam seu país naquela competição. E o Maracanã encheu.

Nenhum comentário: