domingo, março 25, 2007

Conta Rápida

No início do ano a população se revoltou contra o mega-aumento da Câmara e conseguiu fazer os deputados voltarem atrás. O salário de R$ 12.000,00 saltaria para R$ 24.000,00. Agora a proposta é de R$ 26% passando o salário para R$ 15.000,00, repondo o valor da inflação. Mais uma vez nem tudo é o que parece.

Junto com o aumento, os deputados propõem que parte da verba indenizatória (R$ 5.4000) seja dispensada de comprovação de despesa. Significa que pode ficar com a grana. O valor sobe para R$ 21.000,00. Quase os 24 mil não? Na verdade estes R$ 5.400,00 ficam fora do cálculo de Imposto de Renda, o que na prática corresponde exatamente aos R$ 24.000,00 anteriores. É uma manobra para fazer o aumento disfarçado; o autor da proeza: Virgílio Guimarães, do PT.

Nenhum comentário: