quarta-feira, março 07, 2007

Contexto de Procução

A primeira unidade do curso é intitulada As Leituras de um Texto. O primeiro assunto é Contexto de Produção.

A idéia-força (adorei esta expressão que li na Folha de domingo) é a abrangência de um texto, que deve ser considerado pela situação em que foi produzido, bem como das inferências obtidas a partir do conhecimento de mundo dos participantes da comunicação.

O texto não pode ser dissociado de elementos como "fatores intelectuais, emocionais, biológicos, culturais, econômicos e políticos do leitor" e resulta de um processo de interação entre quem escreve e quem lê.

O ato de ler não é inerente apenas ao texto escrito. Estamos constantemente "lendo" o mundo a nossa volta. Um exemplo é a independência do Brasil conforme retratado pelo trabalho de dois pintores.

O primeiro foi o quadro famoso criado por Pedro Américo em 1888, em que podemos "ler" a interpretação do artista sobre o acontecimento de 1822. D Pedro I aparece como um líder que diante de soldados proclama em ato solene a nossa independência que recebe assim a forma de um ato militar. A pintura foi feita no período pré-república e procurava mostrar a importância que o Império teve para o Brasil.

Outro quadro, de Georgina de Albuquerque, retrata o mesmo acontecimento histórico. Nele aparece o Conselho de Estado reunidos com a Princesa Leopoldina, que seria a personagem principal da Independência. O ato aparece com um contorno totalmente novo, como a conclusão de um processo político, discutido em círculos fechados em que à decisão final coube a uma mulher. A pintura é de 1922, época da semana de arte moderna e centenário da Independência. Era uma resposta às próprias injunções sofridas na época pela artista.

As duas pinturas representam portanto como o contexto em que foram produzidas são fundamentais para a compreensão das idéias transmitidas. O mais interessante é como um pintura pode trazer tanta informação, o que procuro explorar reproduzindo quase diariamente um charge. A charge é um flash de um momento histórico, e fora dele torna-se incompreensível. Possui o poder de retratar muitas informações com uma imagem e, muitas vezes, desprovida de texto.

Estamos lendo todos os dias, mesmo que não seja através de uma leitura. Basta observar com mais atenção o mundo a nossa volta.

3 comentários:

Alexandra disse...

Eu fiz um trabalho de historia sobre a conquista americana das filipinas baseado em charges politicas da epoca. Foi bem legal! Depois eu te mando pra vc ver...

Marcos Guerson Jr disse...

Adoro charges. Tem algumas que chegam a genialidade, principalmente pela percepção do autor em verificar no momento histórico a idéia principal. Tem um site (www.chargeonline.com.br) que mostra as charges dos principais jornais do país e é de onde tiro as charges para o blog.

Alexandra disse...

mandei pro seu email do google