sexta-feira, maio 04, 2007

CPI do apagão

O governo, depois de ter que engolir a CPI na câmara, manobrou para assumir seu controle. Os membros são todos do segundo escalão e com fidelidade canina, tudo para evitar que a primeira turma se deixe seduzir pelos holofotes. Rompeu a tradição e não deu nem a presidência nem a relatoria para a oposição. Tudo isso faz parte do jogo democrático. Se a existência da CPI é um direito da oposição a partir de sua instalação vale o jogo de forças do parlamento. O que não podia era o enterro da mesma, uma flagrante afronta à constituição.

Quer dizer que está tudo sobre controle e não vai dar em nada? Não necessariamente. Depende muito do talento e esperteza da oposição agora. Terá que jogar com o fator imprensa para fazer pressão na maioria da comissão. Os deputados não são tão corajosos assim para com a cara no vídeo afrontar a população. Vale lembrar que quando começou a CPI do Collor o governo também tinha o controle da comissão. Deu no que deu.

Em resumo estabeleceu-se o jogo democrático. As brancas ficam com a oposição. Mas é necessário jogar direito. Será que já aprenderam?

Nenhum comentário: