segunda-feira, maio 07, 2007

Notas da decisão

A torcida do Botafogo tem toda a razão em reclamar do impedimento mal marcado no lance do Dodô. Mas do cartão vermelho não. É nítido que o jogador escutou o apito, tanto que tocou a bola de maneira displicente diante de um Bruno parado.

As críticas ao fato de Cuca não ter treinado penaltis são coisas de comentários de resultados. Se tivesse vencido estaria sendo tratada agora como uma tática decisiva, por dar confiança ao elenco. Como perdeu, virou burrice do treinador.

Enfim Clayton fez uma boa partida. Principalmente por ter assumido a liderança do time. No primeiro tempo ficou claro que os jogadores rubro-negros estavam se escondendo na saída de bola, obrigando Bruno a dar chutão. Clayton a cada bola defendida pelo goleiro abria pela direita e levantava a mão pedindo bola. O time ganhou confiança.

Correta a atitude de Souza em acusar um desvio quando estava na barreira e possibilitando que o árbitro corrigisse uma marcação equivocada.

Botafogo e Flamengo empataram 3 vezes no campeonato. Em todas o Botafogo esteve mais próximo da vitória e perdeu as oportunidades de definir a partida. Tem o melhor time para ganhar a Copa do Brasil, mas tem que aprender a decidir o jogo.

2 comentários:

Ronaldo disse...

Amigo Jota,

Opniões como a sua devem ser comentadas e aplaudidas. Como já fizeram vários jornalistas esportivos você também concorda que o meu Fogão tem um time mais preparado para ser campeão. Concordo com você que um time que toca tão bem e tão rápido a bola tem que caprichar mais nas finalizações. O Botafogo está há 12 jogos invicto (Tirando a disputa de penalty desta final). Em 24 jogos marcou 61 gols. Entretanto vamos saber perder: Parabéns pela conquista do Campeonato do Estadual do Rio.

Visite meu blog http://ronaldocampos.blogspot.com

Marcos Guerson Jr disse...

Ronaldo,

a grande questão é que em um campeonato (por pontos corridos) a melhor equipe ganha sempre. Em uma copa outros fatores pesam e muito. Um deles é a capacidade de decidir a partida.

O Botafogo teve durante o carioca 4 oportunidades diferentes de liquidar o Flamengo. A primeira no 3 x 3, onde esteve vencendo por 3 x 2, com 1 jogador a mais, e conseguiu levar um gol do Roni. Depois veio o jogo do Boa Vista, que bastava não perder. E os dois jogos decisivos em que perdeu vários gols que definiriam as partidas. Um gol em qualquer uma destas 4 partidas tiraria o Flamengo do caminho.

Já o rubro-negro jogou no limite o tempo todo. Este sempre à beira da eliminação, mesmo na final com o Madureira. Mas soube, acima de tudo, manter-se vivo à espera da sua oportunidade. E aproveitou-as.