quinta-feira, agosto 23, 2007

Diálogo dos ministros do STF: Uma vergonha

Parem o mundo e joguem o Brasil para fora. Perdeu-se a noção por completo. A democracia foi construída sobre o conceito dos 3 poderes independentes e harmônicos. O executivo e o legislativo brasileiro já mostraram sua podridão. Agora é a vez do STF mostrar-se à altura.

É de estarrecer saber que:
  1. Dois ministros conversam pelo msn ao londo de uma seção, e não uma qualquer, como se fossem dois colegiais burlando a aula em uma sala de informática.
  2. Pelo diálogo percebe-se que ambos estão combinando seus pareceres, o que afronta a norma da casa. E pior, percebe-se que estão fazendo pouco caso do procurador geral da república e que já tinham uma decisão tomada de antemão.
  3. Referem-se a um terceiro juiz, aquele que se declarou comunista e que afirmou procurar levar sua ideologia para suas decisões judiciais, que segundo eles já teria se decidido por rejeitar TODAS as acusações para todos os suspeitos. Segundo ele não há o menor indício de crime na multidão de provas apresentadas.
  4. Este mesmo juiz mostra seu assombro com a desocupação, pela PM de SP, de um prédio da USP invadido por estudantes. Diz que vai investigar e compara a ação dos policiais a uma ditadura, uma flagrante inversão do estado de direito.
  5. Fica claro que a decisão sobre o acatamento da denúncia do procurador está relacionado à substituição do ministro recém-aposentado Sepulveda Pertence. Uma vergonha.
Só isso já é suficiente. Ainda tem mais um bando de bobagens sobre a política do supremo e a visibilidade do relator. Esta é a mais alta casa da justiça brasileira. Tem como um país destes dá certo?

Nenhum comentário: