quinta-feira, agosto 09, 2007

O Mundo das Idéias de Platão

Se olharmos 20 cavalos lado a lado iremos verificar que nenhum deles é igual ao outro. Diferem na cor, no tamanho, nos defeitos. Mas saberemos que todos são cavalos. Por que temos esta certeza? Por que temos a imagem mental do que seja um cavalo.

Pois Platão interessou-se por este questionamento. Os filósofos anteriores a Sócrates, e por isso chamados pré-socráticos, se dedicaram a explicar os fenômenos da natureza e de que são constituídas as coisas. Alguns afirmaram que tudo era transitório, outros que nada mudava. Platão aproveitou as duas idéias.

Na natureza tudo era imóvel, mas ao mesmo tempo tudo mudava. O filósofo criou uma teoria de dualidade. Tudo na natureza é composto por duas partes.

Uma que alcançamos por nossos sentidos. Assim vemos o tamanho de um cavalo, sua cor, seus defeitos, sentimos seu cheiro, sentimos sua pele. É o que chamou de mundo sensível. E tudo que pertence a este mundo está em transformação, é transitório.

Mas a outra parte, que ele chamou de mundo das idéias, só é acessível pela razão. Neste mundo está a idéia do que seja um cavalo, a "forma" que "moldou" o cavalo. E o mundo das idéias é eterno e imutável.

O mais interessante, é que na sua teoria, este mundo da idéia existe antes do sensível. A idéia do cavalo existe antes do cavalo em si. Segundo Platão, as almas vivem no mundo das idéias e encarnam no mundo sensível esquecendo das idéias que existiam em seu mundo original. Quando tem contato com os cavalos através dos sentidos vai aos poucos lembrando da idéia de um cavalo. Esta idéia, que alcança através da razão, é o cavalo perfeito, eterno.

Desta forma, a alma existe antes do corpo, e em nosso mundo fica limitada pela matéria. O corpo é uma prisão para a alma. O bom é o mundo das idéias. O mundo da matéria é instável, aparente e tenta imitar sem muito sucesso o mundo das formas.

É claro que muita gente contesta esta idéia de Platão, a começar por seu discípulo mais famoso, Aristóteles. E você? O que acha?

16 comentários:

Anônimo disse...

Muito bom...Melhor que a minha apostila, melhor que vários outros textos...Me ajudou muito com meu dever escolar vlww!

Maria Regina disse...

Se Platão estava certo eu não sei ,só sei que esta dúvida continua até hoje.

ednalva disse...

achei muito inteligente sua forma de explanar os dois mundos, me ajudou bastante com um trabalho que tenho que apresentar na faculdade, valeu!

Anônimo disse...

Parabéns pelo texto e pelos assuntos abordados no blog. Estão ótimos. Só tem um problema: Cantinho do Jota era o nome que eu tinha bolado para o meu blog. Agora eu sei porque não pude criar o meu com aquele nome...

Anônimo disse...

Valeu ....eu tava doida pra axar um texto sobre isso pra um trabalho escolar...valeu mesmo e gostei do seu blog...

Anônimo disse...

gostei mas não e o que eu preciso!!!!!!!!!

Pintando Paraty ® disse...

Independente do que eu ache sobre o assunto, ADOREI a idéia ;)
Procurei o tema por indicação de um amigo e foi um prazer conhecer o seu blog!! Gostei muito desse texto e de outros!

SaudaçõeS
o♥cirandaeamor..

Anônimo disse...

muito bem explicado, quanto a teoria para o tempo dele era uma revolução

João disse...

Muito bom, me deu uma ótima ajuda com a prova, brigadão.

fabiana disse...

Melhor do que a minha professora esse texto!!

Anônimo disse...

Gostei muitO Da forma de explicação!Está bastante Compreensível!vai me ajudar no trabalho da facul...

Pablo disse...

Muito obrigado! Me ajudou a clarear as ideias. Ou seria o mundo das ideias?rsrs. Valeu!

vivendo e apredendo disse...

Boa noite, estamos lendo PLATÃO. O Banquete.
Edição bilingue com tradução de Donaldo Schüler.
Porto Alegre: L&PM, 2011.
seu blog realmente nos faz refletir sobre como a dualidade que se faz presente neste livro, veio a surgir.
Estamos montando uma apresentação no curso extensão Processo Criativo e Atuaçã em Telepresença, e irá nós ajudar neste processo de construçao desse trabalho.

visiti e deixei seu comentário no nosso Blog.

http://www.processocriativoetelepresenca.blogspot.com/
Renê

Anônimo disse...

ALÔ. AHAHHAHAH LEGAL SEU CANTINHO.

Anônimo disse...

nossa mito bacana. adorei

Anônimo disse...

Gostei muito, o texto é de fácil entendimento...vc nem imagina o quanto eu pude passear pelo mundo das idéias com esse texto rsrsrs