quinta-feira, agosto 30, 2007

Sai daí Lewandowski

Reportagem de hoje na folha:

“Em conversa telefônica na noite de anteontem, o ministro Ricardo Lewandowski, do STF (Supremo Tribunal Federal), reclamou de suposta interferência da imprensa no resultado do julgamento que decidiu pela abertura de ação penal contra os 40 acusados de envolvimento no mensalão. ‘A imprensa acuou o Supremo’, avaliou Lewandowski para um interlocutor de nome ‘Marcelo’. ‘Todo mundo votou com a faca no pescoço.’ Ainda segundo ele, ‘a tendência era amaciar para o Dirceu’."

Os esquerdopatas vão reclamar que o ministro estava em ligação particular e que portanto não poderia ter sido noticiado. É a mesma tese ridícula que usaram para defender Marco Aurélio "top top" Garcia e os mesmo Lewandowski no caso da troca de mensagens.

O ministro não foi flagrado em grampo ilegal, longe disso. Falou ao celular, em um restaurante público, andando por entre as mesas, em voz alta. Ao lado uma equipe da Folha jantava quando escutou o diálogo. Na democracia socialista defende-se que um jornalista, neste caso, deveria guardar para si o que escutou. Não gostam muito de imprensa, principalmente se a notícia é contra o governo. Mas esta, ainda, não é uma democracia socialista. O jornalista pode sim noticiar o que caiu em seu colo.

Este é um dos 11 juízes mais importantes do Brasil. Esse é o seu pensamento. Acusa os colegas de terem se intimidado com a imprensa, sempre ela. Pode ser até verdade, alguns como o prezado estavam mesmo com a idéia de "amaciar" para Dirceu. Heróico foi o prezado ministro que não se deixou intimidar e fez o que pode para salvar o petista quadrilheiro.

Deveria renunciar de imediato. Não há a mínima confiança mais em um voto de um ministro que afirma ter feito o possível para salvar Dirceu e se refere à decisão como "acidente de percurso". Esta expressão não condiz com um ministro do STF ao se referir a uma decisão do tribunal. Esta claramente em campanha. Os demais ministros deveriam pressioná-lo para renunciar. Mas o que se imagina é que caia no esquecimento; assim mais uma instituição vai se degradando.

Sai daí Lewandowski!

Nenhum comentário: