domingo, setembro 16, 2007

Bi-campeão


Terceiro dia do mundial de judô, terceiro ouro para o Brasil. Se no caso de Luciano Correa foi uma surpresa, e no de Tiago Camilo foi a consagração, enfim, de quem um dia foi "apenas" uma grande promessa, no de João Derly foi a confirmação. João era o atual campeão mundial em uma campanha arrasadora no Cairo em 2005, que inclusive rendeu-lhe o título de melhor lutador do torneio. Mudou seu estilo, passou a usar mais a cabeça e arriscar menos pois agora é um atleta com todos os movimentos marcados. Na final, contra o grande rival Arencibia de Cuba, não foi diferente. Em uma amarrada, com os dois lutadores evitando se expor, foram parar no Golden Score. Como Derly teve mais iniciativa na luta o cubano foi obrigado a tentar uma marcação, no contra-ataque levou um Koka e o título era do brasileiro.

Nenhum comentário: