sexta-feira, setembro 07, 2007

Borat

Borat! (Borat: Cultural Learnings of America for Make Benefit Glorious Nation of Kazakhstan, EUA, 2006). Direção de Larry Charles. Com Sacha Baron Cohen, Ken Davitian, Luenell e Pamela Anderson. Roteiro de Sacha Cohen, Anthony Hines, Peter Baynham, Dan Mayzer, baseado em criação de Sacha Cohen, Anthony Hines, Peter Baynham e Todd Phillips. Duração aproximada de 84 minutos.

Sacha Baron Cohen transportou para a tela grande o seu personagem de uma série humorística inglesa. Trata-se de um repórter do Czaquistão, Borat, que vai aos Estados Unidos para fazer um documentário sobre a cultura americana. O filme mistura ficção e realidade à medida que Borat contracena com pessoas reais, e algumas vezes fica difícil descobrir onde começa o improviso do ator e onde termina. O mérito maior do filme é a inovação na fórmula batida das comédias e, sobretudo, o aspecto transgressor. Não existe o politicamente correto em Borat; piadas envolvendo negros, judeus, retardados mentais são constantes. Através destas piadas consegue arrancar de pessoas comuns seus próprios preconceitos e hipocrisias. Vende-se o filme como uma crítica à sociedade americana. Acho que vai mais além. Sim, existe aspectos típicos daquela cultura, mas será que a maioria das situações não provocaria reações iguais em outros países? Afinal, preconceito não é privilégio norte-americano. Algumas situações são grosseiras, mas faz parte da própria proposta do filme Nota 9.

Quotes:

Borat: [while driving] Look, there is a woman in a car! Can we follow her and maybe make a sexy time with her?
Driving Instructor: No, no, no, no, no, no!
Borat: A-why not?
Driving Instructor: Because a woman has the right to choose who she has sex with.
Borat: [stunned] WHAT...? You joke?
Driving Instructor: It must be consensual. How 'bout that?
Borat: [turns to Instructor, pauses] Ahahahahaha!
Driving Instructor: That's good, huh?
Borat: [pause] Is not good for me.

Borat: Although Kazakhstan a glorious country, it have a problem, too: economic, social, and Jew.

Borat: [narrating] He insist we not fly in case the Jews repeated their attack of 9/11.

Borat: [referring in thought to woman speaking in feminism group] I could not concentrate on what this old man was saying.

Borat: May George Bush drink the blood of every man, woman, and child in Iraq!

Borat: [indicates women beside him] In my country, they would go crazy for these two.
[points to minister's wife]
Borat: This one... not so much...

Borat: High-five!

Um comentário:

Alexandra disse...

Ele faz a mesma coisa com os ingleses no programa de TV dele... Procura por Borat no You Tube, tem um monte de videos! Os outros personagens dele são tambem fora de série... Procura por Ali G e Bruno... tem tambem um monte de videos...