segunda-feira, setembro 17, 2007

Fim de semana, sem parar

O fim de semana foi bem agitado, e ainda não consegui parar.

Saí de Resende às 6 da manhã e vim para o Rio. Deixei esposa e filha no apartamento e parti com o Luan para o Rio Centro. Ingressos na mão, lá estávamos entrando as dez da manhã para ver a tentativa, muito bem sucedida, de João Derly ser campeão mundial. Foi um dia de arquibancada, a luta final foi às 23:30 e só fui deitar na cama para dormir às 2 da manhã.

As seis já estava de pé para levar a Eliene para a prova da Câmara dos Deputados. 11 horas estávamos partindo, novamente, para o Rio Centro. O objetivo desta vez era ir na Bienal do Livro. É claro que com criança pequena, querendo colo toda hora, não deu para ver muita coisa. Voltamos para Resende e fui dormir meia-noite.

Acha que acabou? 2:40 o despertador tocava e lá ia eu para a Rodoviária pegar o ônibus para o Rio. Cheguei as seis, fui para o IME, fiz o que tinha que fazer e 10:00 estava no ponto de ônibus para começar minha segunda ida à Bienal. Cheguei lá só as 12:30 e comecei a garimpar. É lógico que um viciado em livros não pode ficar indo num lugar desses. Ainda bem que só tem de dois em dois anos. Comprei de tudo: quadrinhos, romance, não-ficção, pocket, mini-livro, gramática. Só não comprei um dicionário decente porque um Aurélio completo está na faixa dos r$ 200,00. Faltou coragem.

Cheguei em casa as sete da noite, arrumei o apartamento e só agora fui conseguir ligar o computador para atualizar o blog.

Não vai ter jeito: hoje vou apagar!

Nenhum comentário: