terça-feira, novembro 06, 2007

Armas de Chávez? Culpem os EUA!

Em editorial hoje, a Folha aponta o grande responsável pela corrida armamentista venezuelana: os EUA! Seria alguma ameaça americana de invasão? Nada dissso; Washington é culpada por armar a Venezuela por... se recusar a vender armas para a Venezuela! É ou não é uma tese e tanto? O que fica parecendo é que Hugo Chávez estava quieto, na dele, vivendo pacificamente. Um belo dia, Bush acordou de mal humor e proibiu que empresas americanas vendessem armas para o país latino do petróleo. Pronto. Que mais o ditador poderia fazer do que comprar armas russas em represária?

Como sempre os americanos são responsáveis por tudo que acontece abaixo do Equador. São as veias abertas descritas por Eduardo Galeano. Se os americanos se recusam a comercializar, torna-se bloqueio e é mal. A pobre Cuba só não deu sorte porque a intolerância americana não deixou. Pouco importa se tem relações regulares com a maior parte do mundo, é a má-vontade norte-americana a responsável pela miséria da ilha. Por outro lado, se os americanos comercializam... aí é imperialismo, é exploração.

Imagino se os americanos estivessem vendendo armas diretamente a Chávez, o que estaria sendo dito. Posso até ver as manchetes: EUA alimentam a corrida armamentista na América Latina. Como não estão vendendo, por incrível que pareça, a manchete é quase a mesma.

O Editorial é lamentável sobre todos os aspectos. Coloca que Washington contribuiu para fornecer um pretexto ideal para Chávez realizar suas aventuras. Como se o caudilho venezuelano precisasse de pretexto para fazer qualquer coisa.

É a mediocridade de qualquer debate no Brasil. Aconteceu alguma coisa de ruim, ou é culpa do FHC ou dos Estados Unidos; de preferência dos dois juntos. Mas reconhecer que a maioria dos nossos problemas tem sua origem em nós mesmos... aí já é demais!

Nenhum comentário: