sexta-feira, dezembro 07, 2007

Novela da CPMF chegando ao fim

Está chegando ao fim a novela da CPMF, a única vez em que a oposição conseguiu, com as tucanadas de sempre, fazer a sua parte. Vai vencer? Improvável. Existem 53 senadores na base governista, o bufão brasileiro precisa de 49 votos. A tática de colocar com a oposição a responsabilidade pela aprovação do imposto (vamos chamar as coisas pelo nome) é mais uma tática guerrilheira de Lula II, no padrão rasteiro de sua forma de fazer política.

A investiga do governo em cima da oposição é devido a um único motivo: é mais barato conseguir um voto lá do que em seu bando. Os senadores governistas sabem que essa é a única lei que interessa nesse segundo mandato, aprovado a CPMF não vão arrancar mais nada de importante, daí estarem esticando a corda ao máximo para conseguir que o planalto pague o maior custo possível.

A oposição tem que votar unida contra o tributo. Do jeito que a coisa ficou, os 4 senadores que necessitam aderir à CPMF que o fizerem no fim de semana ficarão marcados por terem vendido caro seus votos. Que o governo pague o preço político por ser governo, é do jogo. Se fosse o contrário, como já foi, o plenário do senado já estaria uma balbúrdia com os apitadores de plantão. Como ficou evidente na semana, Lula (e o PT), são uma metamorfose ambulante.

Nenhum comentário: