sexta-feira, janeiro 11, 2008

Harry Potter e as Relíquias da Morte

Harry Potter and the Deathly Hallows (2007)
J. K. Rowling


Chega ao final a mais popular série de livros da história, a saga do bruxo Harry Potter .

É uma série que gostei bastante, voltada sem dúvida para o público adolescente, cumpre muito bem seu papel. Constrói um mundo mágico, com uma série enorme de personagens e situações, ao mesmo tempo que narra a passagem da infância ao mundo adulto. É a luta do bem contra o mal com uma roupagem moderna, onde magia e tecnologia se cruzam em uma Inglaterra ao mesmo tempo nova e antiga.

Neste último livro os fios soltos são amarrados, conflitos são resolvidos e a trama chega ao fim. Personagens morrem a cada capítulo, a guerra chega a uma batalha final, com o conflito final entre Valdemort e Potter.

Qualquer comparação com O Senhor dos Anéis é absurda. Uma obra literária é escrita para um determinado público em potencial, Rowling escreveu para os jovens, e tratou de assuntos comuns a todo adolescente no mundo, como a amizade, o primeiro amor, a rejeição, a vida escolar. Pode-se dizer que foi extremamente feliz.

Neste último livro achei que poderia ter aproveitado melhor alguns personagens. Severo Snape era por demais interessante para passar quase como coadjuvante, o próprio Valdemort merecia um espaço maior. Alguns personagens apareceram apenas para morrer, como Olho-tonto ou Rabicho. A escritora também mostrou muita dificuldade nos romances da trama. Enfim, alguns senões.

O principal é que trata-se de uma série que despertou em muitas pessoas o desejo para a leitura, o que é de extrema importância. Lembra o efeito que os livros de Júlio Verne tinha sobre mim quando mais jovem, ou os da Coleção Vaga-Lume. A literatura fantástica é uma porta magnífica para começar a compreender os problemas reais.

Nenhum comentário: