sexta-feira, maio 16, 2008

Lembranças

Diante de minha imagem deparei com saudades
de você, de nós, de tanta coisa que ao passado pertence
e, reflexo na janela, olhos tristes e lembranças recentes
penso em amor que nela se escondia, a amizade.

Quantas conversas, olhares e também sofrimento
tentava falar, nada saía como imaginava, tudo distorcido
consertar? Como? Em meu quarto pensava esquecido
de mim mesmo, do mundo, perdido em meu lamento.

Busco na alma, afasto a razão que respostas não trazem
quando o sentimento assola e turva implacável
diante de um espelho que revela outra imagem.

Estás longe, bem sei, mas não é em quilômetros que se mede distâncias,
pensamentos que se afastam, momentos que não mais existem
tudo ficou para trás, em blumas, mas não parte de meu ser, minhas lembranças.

Heleno Marques

Nenhum comentário: