quarta-feira, agosto 06, 2008

Está difícil

Até a derrota para o Palmeiras o Flamengo estava perdendo mas jogando bem, o que dava um alento e a impressão que voltaria a ganhar. Já contra o Cruzeiro o time foi um desastre, muito mal do início ao fim. Nem quando saiu na frente no placar deu a impressão que venceria.

Hoje está ainda pior, se é possível. 15 minutos do segundo tempo e o Goiás vai vencendo por 1 x 0. Só milagre para sair desse buraco pois o time está totalmente inoperante. É impressionante a queda. Não dá nem para dizer que o time caiu de produção porque o time já é outro, bastante modificado e sem opções para substituições.

Tudo bem que três titulares foram vendidos em uma semana, mas o azar tem aprontado das suas. Primeiro foi o Kléberson, depois o Ronaldo Angelin, no último jogo a impressionante contusão de Diego Tardelli, deixando o time com 1 a menos ainda no meio do segundo tempo. Hoje Vandinho __ que tinha quebrado o jejum de gols do ataque __ machucou-se com 6 minutos de jogo! Oh fase!

Penalti para o Flamengo. Do jeito que está a coisa não dá nem para comemorar. Léo Moura vai para cobrança...

Gol.

O primeiro milagre apareceu. Falta o segundo agora. Quem sabe o time acalma agora, mas com um meio campo com 4 cabeças de área fica muito difícil.

É uma grande pena porque o time estava montadinho para disputar o título. Os euros e as contusões desmontaram a equipe e agora até a Libertadores está parecendo difícil. A diretoria promete reforços, mas chegando no meio da temporada é muito complicado.

O preparo físico também não anda bem. No início do campeonato o time crescia no segundo tempo, sobrava em campo. Agora se arrasta. Alguns jogadores caíram de produção, principalmente Léo Moura e Íbson. Outros estão ainda fora de forma, como Obina e Jonathas, dois com sérios problemas com a balança.

O Flamengo precisa desesperadamente das vitórias contra Goiás e Atlético-PR. Se não conseguir dá adeus ao campeonato e passa a disputar no máximo um lugar entre os 4 e ficaremos mais um ano na fila.

Fluminense e Galo acabaram de virar seus jogos, será um bom sinal? Aguardemos.

O jogo continua muito ruim, de ambas as partes. O Flamengo prepara mais uma bola aérea para cima do Goiás, a velha tática do chuveirinho. Juan cobrou muito forte, direto para fora.

Fábio Luciano acabou de ganhar um cartão de graça e Max acabou de perder um bom contra-ataque. Os atacantes estão se posicionando muito mal, Juan avançou e não tinha ninguém bem colocado para tocar a bola.

O pior de tudo é que Caio Júnior perdeu a audácia que mostrou no início do campeonato e está se revelando excessivamente medroso. Mais uma vez Juan ficou sem opção para passe no ataque. Tudo está encaminhando para um fim de turno melancólico.

Quase 42 minutos do segundo tempo e Obina não deu um chute a gol. Parte culpa do meio campo, parte do próprio atacante que está sempre mal colocado e fora de jogo. Agora entra Paulo Sérgio, faltando menos de cinco minutos. Que substituição é essa? Para ganhar tempo? Mas o time está empatando!

Paulo Sérgio se atrapalho todo com a bola, que coisa!

O juiz deu três minutos de acréscimo. Deveria ter acabado três minutos antes, como punição pela pelada horrorosa.

E conseguiram tomar o gol.

Fim de post.

Nenhum comentário: