quinta-feira, agosto 14, 2008

Notas olímpicas do judô

  1. Ok, o judô não conseguiu os resultados que eu esperava. Com três campeões mundiais, ficar sem disputar uma única final foi frustrante, mas é do jogo. Só não entendi os comentaristas do sportv. Sempre que um adversário de um brasileiro era punido com shido, eles diziam que era bom para o Brasil porque o adversário teria que abrir o jogo. Quando o shido era contra o brasileiro, eles diziam que também era bom pois obrigava o brasileiro a ir para cima do adversário. Na mente dos nossos experts, o shido é bom independente se foi contra o brasileiro ou contra o adversário. Quem consegue entender?
  2. Também no judô, em 99% das lutas os comentaristas afirmavam que o adversário do brasileiro em questão estava visivelmente cansado. A luta que eliminou Eduardo Santos foi gritante. O brasileiro mal se agüentava em pé, no entanto os comentaristas não cansavam de dizer que era o adversário que estava morto.
  3. Outra incoerência. Quando a chave era mais fácil, como no caso de Guilheiro, eles afirmavam que era bom porque dava condições para o judoca crescer na competição. Quando era difícil, como no caso de Camilo, era bom porque o atleta já entrava em ritmo de competição desde o início. Afinal, é melhor pegar uma chave fraca ou forte?
  4. Para terminar, Vania Ishi tinha um talento especial para ver em qualquer golpe dado por um brasileiro um Ippon. Não sou judoca mas acho relativamente fácil diferenciar um koka de um ippon. Muitas vezes o adversário caía de frente, não era nem pontuação! A ex-judoca saía com um lacônico "foi meu olhar de torcedora...". Menos, Ishi, menos.

Um comentário:

guerson disse...

Hehehe, os comentaristas aqui chegam a ser engraçados pela esperança de que o Canada conseguirá milagres. No ciclismo, todos os melhors times do mundo (os espanhois, os italianos, os alemaes), estavam lá com equipes de 5 (que era o maximo permitido) e os canadenses só conseguiram classificar 3 ciclistas que nunca ganharam nada significativo. E mesmo assim a comentarista ficava dizendo que "tínhamos chances". Depois, quando eles não ganham nada os reporteres ficam emcima perguntando "mas o que houve??"

Ainda não ganhamos uma única medalha...