quinta-feira, setembro 25, 2008

Abbott e Brown

Uma das dinâmicas mais interessantes de Everwood ocorre entre os dois médicos da cidade, os Doutores Brown e Abbott. O primeiro é fruto do liberalismo de Nova Iorque, o segundo da educação conservadora do interior americano. Os dois se enfrentam em vários temas ao longo do seriado e marcam as posições que marcam o confronto de idéias entre as duas formas de pensamento dominantes nos Estados Unidos.

Os autores da série fugiram do lugar comum e rechearam seus dois personagens de nuances interessantes. Andy é um liberal mas recusa-se a realizar um aborto mesmo sendo favorável ao direito de escolha. Em conversa com Abbott reconhece que em seu íntimo possui dúvidas sobre a moralidade do ato. Abbott não tem, é contra. No entanto é ele que realiza o aborto pois entende que é a única opção para a moça. No fim, termina o episódio confessando seu pecado.

Outra fonte de conflito entre eles é a fé. Andy é um racionalista, não consegue entender as questões de fé. Revolta-se quando um pastor recusa-se a submeter-se a um tratamento por confiar mais em Deus do que em seu médico. No fundo, sua desilusão pela morte da esposa está ligada à sua incapacidade de explicar racionalmente porque ela partiu.

Abbott, por outro lado, confia nos desígnios de Deus e confia em sua crença nos valores absolutos como guia para a difícil missão de conduzir uma família nos tempos de hoje. Sua briga é sempre sincera, em defesa dos princípios que acredita.

Andy reconhece o valor do colega, tanto que se ressente quando em determinada parte da estória passa a ser evitado por ele. Diante dos fracassos pessoais de ambos era sempre Abbott que dizia uma coisa despretensiosa, mas com a sabedoria que só a tradição poderia conceber, e levava Andy a refletir e ver uma luz em seus dilemas, principalmente em relação aos conflitos com o filho.

Estes momentos sempre foram os melhores da série. Por vezes o primeiro tinha razão, por vezes o segundo, mas no fim ambos cresciam em suas falhas e nos erros do outro.

Questões inerentes a existência como crescimento, fé, amizade, morte, dor são tratadas sob os dois pontos de vistas, por vezes antagônicos, outras nem tanto, pelos dois personagens. No fim a conclusão ficou para os telespectadores que tiveram a oportunidade de ver na televisão algo mais do que apenas diversão gratuita.

2 comentários:

Fernanda disse...

Oi Jota!
Me chamo Fernanda e já há algum tempo tento encontrar na internet o episódio do confronto entre os dois médicos, na realização do aborto de uma paciente. Cheguei no seu blog através da procura. Você saberia me dizer qual a temporada/episódio?
Caso saiba, poderia me escrever?
fer384@gmail.com

Obrigada!

Marcos Guerson Jr disse...

Fernanda,

Trata-se do episódio 21 da primeira temporada e chama-se "Episode 20".

abraços