terça-feira, fevereiro 03, 2009

Consegui!

Ontem assisti apenas um capítulo de "The Nanny"! O problema dos dvds de seriado de sitcom é conseguir assistir um só. Ainda mais quando os dvds estão contados para a temporada no Haiti. Já comprometi boa parte do mês de março...

Assisti este sitcom na televisão em um momento muito especial da minha vida. Estava morando no Rio, cursando o IME, tomando novos rumos. As diabrices da babá de voz anasalada divertiram-me muito neste período. Rever os episódios hoje me faz voltar um pouco no tempo, recordar um pouco daqueles dias, refrescar um pouco a memória.

Outro que tenho saudades de assistir é "Spin City". Eram os meus favoritos daquela época. Sempre tive preferência absoluta pelas comédias.

Não sei se é impressão minha mas as comédias estão mais raras nos dias de hoje. Reflexo de um mundo mais cinza, mais sério. João Pereira Coutinho defende que o humor é uma forma mais profunda de compreender o ser humano. Talvez tenha razão.

Por acaso li uma frase atribuída a um poeta italiano chamado Ugo Foscolo: "Ria em abundância, pois a seriedade sempre foi uma característica dos impostores".

Minha esposa não gosta da "The Nanny". Diz que é muito forçado; não gosta daquelas risadas ao fundo, típica dos sitcom. Pode ser que tenha razão, mas as minhas risadas continuam vindo com uma naturalidade impressionante.

Ando lendo coisas muito sérias, que por vezes causam angústia. The Nanny é um antídoto. Lembra que devemos rir, que existem coisas leves na vida. Que não devemos levar tudo a sério.

Um comentário:

Alexandra disse...

A risada é o único remédio que tem em abundância aqui em casa :)