quinta-feira, abril 23, 2009

The Sun Also Rises - Ernest Hemingway (1926)

Hemingway faz um retrato de um grupo de amigos que enfrentam a desilusão e desesperança de toda uma geração no período entre guerras. Tendo como foco narrativo o personagem de Jake Barnes, eles entregam-se a uma vida de excesso que cada vez os satisfazem menos. Procuram um tempo perdido, uma felicidade que poderia ter existido em um passado remoto, mas que não resta nem a esperança. Jake é o retrato do homem sem que surgia, um homem sem ideais, sem fé, sem nada por que viver.

A bebida está constante da primeira a última página do romance, todos bebem muito e o tempo todo. Justamente no momento da embriaguez mostram-se como de fato são, pessoas que vivem uma vida sem sentido, procurando não perceber o vazio existencial que encontram diante de si próprios.

A primeira parte do romance acontece em Paris, com a apresentação dos personagens e das situações de cada um. Na segunda parte, encontram-se na Espanha para um festival. O amor existe apenas na impossibilidade de ser realizado e se dissipa com sua consumação.

Um livro sombrio que mostra o ponto que se chega ao entregar-se a uma busca frenética de prazer. A solidão está presente o tempo todo, mesmo nas multidões. A violência latente, seja nas touradas, seja nas brigas. E no fim, o vazio. A constatação seca de Brett que tudo poderia ser diferente. Mas não foi. Foi exatamente como deveria ser.

----------------
Now playing: Camisa De Vênus - Batalhões De Estranhos/Coiote No Cio (Pink Panther)
via FoxyTunes

Um comentário:

Suzana Soares disse...

Ola Jota td blz?!?
tah sendo mto legal seu blog!!
ainda to meio q imgressando nessa area do blog...a Cris ta me dando uma força,gostei das dik d livros...
fik na paz...