quinta-feira, julho 16, 2009

E deu Estudiantes

Foi triste, mas não se pode dizer que foi injusto. O Estudiantes jogou melhor e conseguiu uma virada para cima do Cruzeiro, em pleno Mineirão, e levantou a Taça Libertadores pela quarta vez.

Assisti o jogo pela sportv e chamou-me atenção que em nenhum momento os comentaristas levantaram que o Cruzeiro perdeu o jogo quando deixou de marcar Verón. Um jogador como ele é capaz de fazer o que fez. Recebeu uma bola livre no meio campo, avançou, cortou e fez um passe por dentro da zaga do Cruzeiro que deixou tudo aberto para o primeiro gol. No segundo, bateu o cruzamento na cabeça de seu companheiro e a fatura foi liquidada.

Ramirez mostrou mais uma vez que não adianta contar com jogador negociado. Foi um jogador totalmente inútil em campo, destacando-se apenas pelas provocações. Para piorar, Wagner não estava bem e Wellington Paulista mais uma vez jogou apenas com empáfia, confiando demais no futebol que não tem.

Uma pena. Seria uma bonita festa no Mineirão e o Cruzeiro era franco favorito.

Mais uma vez o futebol mostra que favoritismo não ganha jogo, pelo menos em uma final. Venceu quem foi melhor.

Um comentário:

PAULABIDDY disse...

OLÁ, POSTEI AQUI PQ É O MAIS RECENTE, MAS E SOBRE UM POST ANTIGO, ESTAVA PESQUISANDO NA NET SOBRE COME AWAY MELINDA, VC CONHECE A VERSÃO THE MAMAS & THE PAPAS?
LEGAL O BLOG, VOU FREQUENTAR.
BJO