quarta-feira, julho 01, 2009

Literatura e Política - George Orwell

George Orwell é chamado igualmente de esquerdista e direitista por ambos os lados até hoje, o que só mostra o quando foi incompreendido e a necessidade de se rotular um autor. A confusão começa pelo fato de Orwell ter sempre se intitulado socialista mas ter sido um dos autores que mais veementemente condenou o regime implantado na Rússia, isso quando ainda os crimes do regime Stalinista eram em grande parte desconhecidos. O que seus críticos não conseguem compreender, é que Orwell era comprometido com a verdade, mesmo que contrariasse suas próprias idéias. Ele não tinha compromisso com o erro.

Literatura e Política reúne artigos que escreveu no Observer durante a II Guerra Mundial e os anos que se seguiram ao fim do conflito. Mais do que os acontecimentos em si e as obras retratadas, os artigos possibilitam entender um pouco as convicções do jornalista, entender como foi possível obras como 1984 e A Rebelião dos Bichos.

Sim, Orwell era um crítico do capitalismo, achava que haveria uma outra solução para a humanidade, uma baseada na solidariedade. No entanto, essa solução jamais poderia vir pela força, pela submissão do indivíduo ao estado. Orwell rejeitava inteiramente a solução totalitária, uma convicção que só cresceu diante da carnificina da II Guerra Mundial.

No conjunto, os artigos mostram uma mente arguta, sempre atenta aos acontecimentos e às possíveis repercussões. Seu compromisso com os fatos, com a verdade, mostram como faz falta nos dias de hoje uma mente como a sua, independente de posições políticas.

Nenhum comentário: