quarta-feira, setembro 09, 2009

Para meditar

João Pereira Coutinho falando sobre um debate eleitoral na televisão:

SEMPRE que os debates terminam, ouve-se pergunta costumeira: quem ganhou? A pergunta é absurda: na política portuguesa, a única questão genuína é saber quem não perdeu. Cada partido tem o seu nicho a preservar e, tirando algumas bicadas nos adversários mais próximos, a ideia é não espantar a manada. Os debates eleitorais, iniciados esta semana, cumprirão à risca este estafado guião: PC e Bloco precisam de conservar as suas esquerdas e, quando muito, roubar as sobras ao adversário; o PS precisa de conservar a sua esquerda ‘moderada’, mas também o centrão indeciso e amorfo que o elegeu; o PSD precisa do centrão, mas não pode esquecer a direita; e o CDS não pode ser esquecido por ela. No debate político português, não se ataca. Defende-se. E, para qualquer dos jogadores em campo, qualquer empate será sempre uma meia-vitória.


A pergunta que fica é: vale também para o Brasil?

Nenhum comentário: