segunda-feira, dezembro 28, 2009

Getting Things Done - David Allen

Foi através de um curto artigo sobre organizar sua conta gmail nos princípios do GTD, na revista Mac +, que cheguei neste livro. GTD? O que diabos era isso? Depois de uma pesquisa na internet, onde mais?, descobri o site de Allen, interessei-me e comprei o livro.

Como ser produtivo e sem stress? Para responder esta pergunta, Allen parte do princípio que a fonte de stress está nas inúmeras tarefas que temos que fazer mas adiamos qualquer decisão sobre elas, mantendo-as em nossos cérebros indefinidamente, sempre nos lembrando de suas existências. Não se trata de adiar uma tarefa, o que implica em uma decisão sobre ela, mas nos recusar a estabelecer o próximo passo sobre algo que está constantemente nos perturbando.

Outra premissa de Allen é que estamos sempre nos lembrando das coisas na hora errada, quando não podemos fazer nada a respeito. Estou em uma farmácia e lembro que tenho que mandar um e-mail. Como vou fazer isso na farmácia? Como vou arrumar o meu escritório se estou no mercado? Ou no cinema. Ou na feira.

O método que o autor desenvolve consiste basicamente em tirar tudo isso de nossas cabeças e colocar em um sistema confiável, esvaziando nossa memória RAM. Se tem coisas que só posso fazer no computador, esta lista deve aparecer só quando eu estiver no computador. Se tem coisas que só posso fazer fora de casa, esta lista deve aparecer só quando estiver fora de casa e assim por diante.

Durante as duas últimas semanas tenho aplicado o método GTD e até agora com bastante sucesso. Tenho um problema sério de adiar as coisas para fazer depois, não querer lidar com tarefas que me são desagradáveis, como cancelar um cartão de crédito. O grande problema é que quando nos recusamos a tomar decisões ou fazer de imediato uma tarefa simples, perdemos mais tempo para fazê-la e nos incomodamos mais. Se uma coisa pode ser feita em menos de dois minutos, deve ser feita imediatamente pois seguramente perderemos mais tempo em organizar lembretes ou mantê-la em algum arquivo para fazê-la posteriormente.

O GTD me deu uma motivação para fazer minhas tarefas, adoro riscar coisas da minha lista! Lembro-me do Earl e sua lista de bondades no seriado. Ainda tenho muito o que refinar na aplicação do método para meu caso, mas estou conseguindo seguir o básico. A questão principal agora é manter o sistema confiável para que não haja retrocesso ou abandono.

Um livro muito interessante para quem deseja dar um pouco de ordem a uma vida caótica. Pelo menos tem funcionado até aqui.

Nenhum comentário: