sexta-feira, julho 02, 2010

Algumas reflexões sobre a desclassificação do Brasil na Copa

  1. Por que sempre que levamos gols a culpa é da nossa defesa e sempre que fazemos o mérito é dos nossos atacantes. Ninguém viu que a Holanda errou na marcação do Robinho no gol do Brasil?
  2. Por que é sempre o Brasil que perde e não o adversário que erra?
  3. Dunga queria provar que futebol bonito não ganha Copa do Mundo. Parece que feio também pode perder. Assim como pode ganhar (como a medíocre Itália de 2006). Ah, e de vez em quando o bom futebol também ganha Copa. Só para ficar em uma recente, o Brasil de 2002 e a França de 1998.
  4. As seleções estão cada vez mais parecidas. Não consigo enxergar muita diferença no futebol europeu, africano, asiático, americano e até mesmo o da Oceania. Onde isso vai parar?
  5. Todo mundo fala que o Brasil perdeu a Copa de 82 porque jogava bonito. Não seria porque jogou contra um bom time, que naquela partida foi melhor? Gostamos de ressaltar que a Itália empatou os três jogos da primeira fase. Esquecemos de lembrar que para ser Campeã, a Itália ganhou da Argentina, Brasil e Alemanha, além da Polônia (que tinha um bom time). Quantos campeões do mundo ganharam o caneco passando por três ex-campeões? Só lembro do Brasil em 1970.
  6. O Brasil jogou nesta copa com dois adversári0s qualificados para disputar o título. Empatou com Portugal e perdeu da Holanda. Onde está a boa campanha?
  7. O que o Robinho fez no segundo tempo do jogo? E o meio-campo? O que o Daniel Alvez vez na Copa inteira?
  8. Concordo que o Brasil foi melhor no primeiro tempo. Mas daí a dizer que jogou bem vai uma distância. O chute do Kaká foi bonito, mas era um gol difícil de fazer. Assim como a conclusão de Maicon. Gol fácil mesmo o que o Juan perdeu. E só.
  9. O centro-avante da seleção não recebeu uma única bola para concluir no jogo inteiro. Dizer o que?
  10. Dunga disse que se espelhava em Maquiavel. Por isso não levou nenhum jogador para o banco que pudesse dar-lhe dor de cabeça com a torcida e a imprensa. Simplesmente não tinha ninguém que se pudesse pedir para entrar durante a partida. Com a contusão do Elano, ficou sem substituto. Claramente havia dois times, um titular, de sua confiança. E um reserva, para não encher o saco.
  11. Ainda sobre Maquiavel, suas idéias sempre pareceram brilhantes na teoria. Na prática, o Príncipe de Maquiavel (Cesar Bórgia) teve final triste. Não deixou saudades. Como a seleção de Dunga.
  12. Se o objetivo de Dunga era provar que a seleção tinha que saber perder com luta, conseguiu. Só não sei a vantagem de tudo isso.
  13. Quando algum comentarista de televisão vai reparar que o Lúcio ficou sem marcar ninguém no segundo gol. Era o zagueiro central. Só porque não estava ajeitando a meia? É mais culpado no gol do que o RC foi em 2006. Um Zagueiro central não pode ficar sem marcar ninguém em um escanteio.
  14. O André Rezek foi simplesmente ridículo tentando colocar a culpa do segundo gol da Holanda no Gilberto por não ter conseguido acompanhar o Robben no lance que resultou no escanteio. Ignorou completamente a participação de Juan no lance e tirou toda a responsabilidade da defesa porque quando a bola raspa no jogador holandês, teria tirado a defesa do lance. Só que antes da bola chegar neste jogador, já não havia ninguém marcando ninguém. Além de ter engolido a "fraca" seleção da Holanda.
  15. Aliás, o que escutei de bobagem dos comentaristas de tv foi uma festa. A seleção se transformou de vinho em água em 45 minutos. Patético.

Nenhum comentário: