domingo, fevereiro 20, 2011

O que foi pela semana

O governo conseguiu uma vitória contudente na aprovação do mínimo do mínimo, uma como o anterior poucas vezes conseguiu. De cara conseguiu algo impensável, 100% do PMDB (sempre que esse partido se une, cuidado!). Motivos para felicidade? Nem tanto. A presidentE anda soltando os cachorros contra os infiéis. Quer obediência absoluta. Pode até roubar, como atestam sua escolha de ministério e reabilitação de mensaleiros, mas sem traição!

Parece que o esporte do PC do B no Ministério era o bom e velho colocar a mão no dinheiro público, mais conhecido no Brasil como dinheiro sem dono. Como sempre digo, comunista gosta mesmo de dinheiro. Mais do que qualquer capitalista.

A novela Kassab continua. Parece-me que a turma dos Maias no DEM perdeu um pouco de poder diante da ameaça real de debandada de uma parte do partido. Uma fusão com o PSB? Pode ser. Qualquer coisa é melhor do que esse quadro de hegemonia petralha e oposição de mentira. Melhor até não ter e evidenciar logo a ditadura cultura, ou qualquer outro nome que queiram.

No Egito descobrimos que não é só paz e amor que a multidão queria, ou uma outra versão de paz e amor. Ainda assim, ninguém sabe o rumo que o país tomará. Gente mais inteligente do que eu acredita na revolução espontânea e na vontade do povo. Gostaria sinceramente de acreditar nisso. Teríamos realmente um mundo melhor se uma democracia se implantasse em uma posição chave do Oriente Médio.

Continua o silêncio sobre as perseguições a cristãos no Oriente Médio. Ninguém quer tratar do tema para não ser politicamente incorreto. Essa praga.


- Posted using BlogPress from my iPad

Nenhum comentário: