terça-feira, setembro 13, 2011

E o governo decide o que tenho que assistir na minha televisão

Quando digo que prefiro os políticos roubando do que legislando acham que estou exagerando. Sinceramente acho que eles dão menos prejuízo e colocam menos a mão no meu bolso quando estão ocupados saqueando o dinheiro público do contribuinte do que quando resolvem trabalhar. É aí que o bicho pega.

Ontem a mandatária assinou a lei que obriga os canais de tv a cabo a reservar inacreditáveis 3 horas e meia para produção nacional nas 6 horas de horário nobre.

A Tv por assinatura é um acordo entre o provedor de serviços e o ASSINANTE, que paga caro para fugir da mediocridade da tv aberta para tentar assistir o que gosta. O que o governo tem a ver com esse acordo? Nada.

Só que agradar as minorias ruidosas cada vez é melhor negócio para os governos em tempos de exposição intermitente na mídia. Artistas e intelectuais são pessoas extremamente ruidosas, bons de se agradar. A maioria silenciosa dos assinantes são dispersos, sem organização suficiente para protestar contra mais uma intromissão indevida do estado nas suas coisas particulares. Tudo em nome de defender a produção nacional.

Como se o horário nobre das tv ABERTAS não fossem de conteúdo 100% nacional. Como se os programas de maior audiência no Brasil não fossem nacionais. O que querem mais? Por que um cidadão não pode ter o direito de assistir o que quer sem o estado se meter? Sai para lá SATANÁS!

O pior que como tudo tem custo, quem vai pagar pela BOÇALIDADE de reservar o horário nobre de canais de tv para programação de péssima qualidade é o de sempre, o CONSUMIDOR, aquele que paga a fatura. Não basta eu ser obrigado a pagar para ter aquele bando de canais vagabundos (TV Senado, câmara, justiça (o pior de todos), TV Brasil e porcarias afins) agora eu vou ter que aturar a MARAVILHOSA produção nacional, fruto da criação de nossos FANTÁSTICOS intelectuais brasileiros, dentro da minha casa e ainda PAGANDO POR ISSO. Puta que pariu!

Tem horas que não há limites para a revolta!

PUTA QUE PARIU!

Eu tenho um sonho. Sonho com o dia que o estado vai parar de se meter na minha vida.

Sonho com o dia que essas almas iluminadas, que apoiam o estado babá, parem de se meter na minha vida e entendam que não possuem o DIREITO de me impor o que as fazem se sentir melhores com elas mesmas, porque se acreditassem mesmo no que pregam, estariam assistindo essas porcarias ao invés de tentar enfiá-las goela abaixo dos outros.

CUIDEM DE SUAS PRÓPRIAS VIDAS!

É difícil entender ou tenho que desenhar?

2 comentários:

Márcia Sandy disse...

Onde é que eu assino? Concordo totalmente com você! Se isso acontecer mesmo, eu vou cancelar a minha TV a cabo.
Aproveitanto, queria me apresentar e dizer que tomei a liberdade de copiar um texto seu no meu blog, dando-lhe o crédito, claro. Não é nada demais, é um blog particular onde monto uma lista dos meus livros preferidos para minha filha quando ela crescer e você explicou porque o livro de Agatha Christie, O Caso dos Dez Negrinhos, teve o nome alterado. Sua explicação foi tão boa que copiei.

Marcos Guerson Jr disse...

Sandy, infelizmente a lei foi sancionada pela presidente. A m. já foi feito.

Quanto ao texto, sinta-se a vontade!

abraços