sábado, outubro 29, 2011

Pensamentos sobre o Pan

  1. Ok, a cada pan melhoramos um pouquinho, até porque temos algum investimento para isso. O nosso problema não é saber o que fazer com o atleta, mas gerar um conjunto maior para poder escolher esses atletas, o que se faz com massificação. Não acho que a solução para isso seja colocar educação física como disciplina obrigatória na escola; isso já foi feito antes e não deu resultados. O nosso desempenho esportivo representa apenas o valor que a sociedade dá para o esporte no Brasil. Só vejo uma mudança no futuro quando essa importância mudar e temo as soluções "científicas", geralmente o modelo soviético ou cubano, para essa questão, que não sei nem se é problema. Afinal, qual é o problema de não ser uma potência olímpica?
  2. O pessoal da Globo deve estar morrendo de ir. A Record está mostrando na prática porque a emissora dos bispos não pode se meter com transmissões esportivas de grande porte. É tudo um fiasco só. Não estou nem falando da qualidade, um eufemismo, para seus narradores esportivos, mas pela estratégia toda da coisa. A emissora é incapaz de dar uma parada na transmissão de um jogo de duas horas para mostrar uma prova de atletismo que dura menos de um minuto em que o Brasil está brigando pela medalha de outro. Colocar uma "janelinha" no canto da transmissão? Nem pensar! Sem contar que no domingo praticamente ignora toda a programação para passar sua grade normal. E reclamavam que a Globo comprara os direitos e mostrava pouco!
  3. Cuba? Fala sério. Ainda tem gente que acha que uma prisão pode ser um exemplo de competência esportiva. Chico Buarque e cia fizeram realmente uma bagunça danada na cabeça dos brasileiros. É o que dá confundir sambista com poeta.
  4. Sim, alguns brasileiros favoritos perderam a medalha de ouro, assim como alguns que não eram a ganharam. Por isso é esporte; há uma competição. Aí vem aquela ladainha toda sobre amarelar na hora de decidir. Como se os atletas de ponta tivessem o pan-americano como sua prioridade no ano.
  5. Parabéns a todos os atletas que competiram. Só temos que ver o pan-americano como realmente é e não nos iludirmos, como sempre fazemos, para as olimpíadas. Lá é outra estória.


Nenhum comentário: